Archive for setembro \30\UTC 2008

Lenzi Brothers na Guitar Player de outubro

setembro 30, 2008

 

 
Foi lançada no último dia 26,  na Expomusic em São Paulo, a Revista Guitar Player nº 150 (out). Nesta edição com Andreas Kisser (Sepultura) na capa, você pode conferir uma matéria de página inteira com Marzio Lenzi, guitarrista da banda catarinense Lenzi Brothers. Na entrevista, Marzio fala sobre a gravação do terceiro disco da banda (Trio) lançado em maio deste ano. Esta é segunda vez que Marzio figura nas páginas da revista, a primeira foi com o lançamento de seu disco solo em 2004. A Guitar Player é a publicação “guitarrística” mais importante do mundo e a versão brasileira completou em 2006 dez anos nas bancas. 
 
Confira resumo da matéria aqui:
http://guitarplayer.uol.com.br/riffs/view.asp?id=1911
 
www.myspace.com/lenzibrothers
Anúncios

Resenha sobre o FNF na Zona Punk

setembro 30, 2008

Muito legal a resenha da Carol Steinhorst para o tradicional site Zona Punk, sobre os shows de sábado no Floripa Noise Festival. Carolzinha mandou bem e a resenha dos shows da segunda noite está no site da Zona Punk desde ontem. Valeu moça!

Confira: http://www.zonapunk.com.br/ver_res_show.php?id=373

Parachamas no Floripa Noise Festival

setembro 30, 2008

Parachamas abriu o festival no segundo dia

Se tu não foi no Floripa Noise Festival, mate a curiosidade pelo menos de como foi show dos Parachamas. O vídeo de abertura, enviado pela Carolyny, mostra bem como foi o petardo “parachâmico” do começo do show, com o tradicional tema da Oktoberfest + Perdendo Controle, música do EP Seja Bem Vindo.

PS:Mundo47 pede que se alguém tirou fotos do Floripa Noise Festival, mande algumas  gentilmente para publicarmos aqui no site.

Confira:

O Disco: nova opção de jornalismo musical na web

setembro 30, 2008

Foi com grande surpresa que vi ontem o site de O Disco, novo portal sobre música lançado em Belo Horizonte nesta semana. Recebi a história do Bernardo Biagioni, diretor de conteúdo do portal O Disco. Segundo ele, o site é o primeiro portal de jornalismo musical corporativo do país. A idéia é reunir entrevistas, resenhas e reportagens sobre música e cultura pop.

O Disco realmente é muito bom. Primeiro pelo seu layou, que é clean e para um site de música é bem organizado – não é essa porra de Mundo47 que é uma zona – o que conta muitos pontos para a leitura, principalmente quando se fala em leitura pelo monitor. Na primeira semana os caras já mandam bem com uma entrevista o dinossauro da bossa nova, João Donato e as andanças dos brasilienses do Lucy and the Popsonics pelo mundo afora. Além disso o site traz também uma entrevist com o Vanguart, resenhas e a coluna de Luiz Cesar Pimentel.

Eu acho muito bacana e válida a vinda de O Disco para o mundo da web. Uma excelente oportunidade para que as bandas do independente tenham um novo espaço para alcançar outros publicos.

Acesse: www.odisco.com.br

MOSTRA FLORIPA NOISE: Filmes e Documentários de Rock

setembro 29, 2008

Nesta segunda-feira tem mais uma rodada de filmes de róque no Mostra Floripa Noise. 

O festival vai até o dia 02, quando vai rolar o meu filme, Tschumistock: A Casa do Rock and Roll.

A mostra acontece no Centro Integrado de Cultura, em Floripa.

 

29 de Setembro (segunda-feira);
21:10h – Música Livre (Bruno Carboni e Davi Pretto, 2007, 8′);
21:20h – Hated: GG Allin and The Murder Junkies (Todd Philips, 1993, 60′).

30 de Setembro (terça-feira)
20:45h – Vivendo de Rock no Espirito Santo (Mila Neri, 2007, 20′);
21:05h – Psycho Carnival (Cleiner Micceno, 2007, 98)’.

R.E.M em Porto Alegre: mais em conta que SP

setembro 29, 2008

Para moradores do Sul, o show do R.E.M em Porto Alegre será muito mais em conta. Com os preços estratosféricos do Via Funchal, a raça poderá adquirir tickes para o show do R.E.M na capital gaúcha a preços que variam de R$ 80 a R$ 300. O show dos americanos em POA foi confirmado pela Opinião Produtora e acontecerá no dia 6 de novembro no Estádio do São José, Zona Norte de Porto Alegre. Locais de venda e maiores informações serão divulgados nesta semana.

 

 

Floripa Noise Festival foi a consagração dos catarinas

setembro 29, 2008

Um evento grandioso e que foi mais uma importante contribuição para pôr Santa Catarina no mapa do país na música independente 100% autoral. Como eu sempre disse, não é de hoje, não é novidade o rock autoral em nosso Estado, mas o que se viu nos dois dias do Floripa Noise Festival, realizado no último fim de semana na capital catarinense, foi uma reunião de pessoas, de bandas, de produtores, jornalistas, sem precedentes para nossa história musical.

Tudo isso foi possível graças ao empenho do pessoal da Insecta Produções, como Eduardo Xuxu, Amexa, Guilherme Zimmer e ao Célula, que está se tornando um ponto de encontro da música autoral no Estado. É praticamente um dos únicos locais que sobrevive inteiramente disso. No primeiro dia, o público pôde presenciar shows antológicos como dos Cochabambas, som instrumental que realiza poucos shows por ai, mas sempre tem o inegável talento de Rodrigo 90 na guitarra e seus comparsas. O Sick, Sick Siners fez um show de primeira, energético, pulsante, veloz. A grande surpresa ficou com Chucro Billyman, que segundo me consta, deixou a manezada de boca aberta. Cassim e Barbária também foi o diferencial. Onde todo mundo pensa que Cassim iria galgar o mais puro folk, influência clara do seu grupo The Bad Folks, encontrou um ar misterioso, pisando em influências do soul e do iníciozinho da música eletrônica. 

No segundo dia, coube aos meninos e menina do Parachamas abrir a festa. 47´s de extrema genuinidade, a turma de Alexandre M. fez um show redondo, perfeito, impressionando a galera com o poderoso trio de metais, melodias trabalhadas e a energia dessa gurizada que Mundo47 adora. Mesmo sem o segundo guitarrista, que saiu da banda na última semana, esses caras fizeram sua estréia em Floripa com louvor. Em seguida, a grata e prazerosa presença do Stuart. Mesmo morando em São Paulo, Kaly, Magola, Cristiano e Dani, demonstram no palco o verdadeiro sentimento rock and roll que rola há tempos no Vale. Mesclando músicas do último disco, lançado há poucas semanas e grandes clássicos, o Stuart ganhou o público com sua sonoridade única. 

Em seguida, depois de passar por quatro estados para chegar em Florianópolis, o pessoal do Mato Grosso do Sul, da banda Dimitri Pellz, fez a sua participação e mostrou grande personalidade, boa presença de palco da vocalista, que literalmente gritou suas músicas no rock pesado e vigoroso desse pessoal do Centro-Oeste. Foi uma boa abertura para o que veio depois. 

O Euthanasia não subia no palco há um pouco mais de dois anos. Na Célula, segundo os integrantes, a banda estava fazendo talvez a sua derradeira apresentação na capital. Os catarinenses estão se despedindo dos palcos. Existente desde 1992, o Euthanasia é uma marca na música catarinense. Pensou hard-core, pensou Euthanasia. Mancha, Jean, Cauê e Heráclito fizeram o show mais pesado do FNF e não decepcionaram a galera. Até 31 de dezembro, Mancha avisa que o que pintar de show, a Euthanasia vai para se despedir do povo. Um dos últimos acontecerá no Tschumistock, em Novembro. Depois rolou a apresentação doida varrida dos Ambervisions. Zimmer e Amexa, parceiros de insecta e da banda, se juntam a Marcio e ao tradicional baixista dos Ambervisions, Arioli, para apresentação expliva do FNF. Os Ambervisions já são presença constante em festivais, principalmente nos organizados pela Monstro Disco. Arrasaram. 

O festival foi encerrado tarde da noite por Daniel Beleza e Os Corações em Fúria. Bizarros no palco e muito competentes no que fazem, Daniel é o showman absoluto da apresentação. Depois de executar suas principais músicas, Daniel encerrou o Floripa Noise com Ramones e The Stooges. 

Fora do palco, o FNF foi um importante ponto de encontro de vários músicos, produtores, jornalistas. No andar superior da Célula, Gurcius e Daniel Villa-Verde coordenavam a feirinha com venda de discos das bandas, DVDs dos mais variados tipos e livros. No telão, bem, no telão, uma aula de anatomia humana com os filmes doidões que só o Zimmer tem em casa. O que deu para sentir falta, foram dos mais variados associados do Clube da Luta, que praticamente não apareceram no segundo dia. Apenas no primeiro o Clube esteve representado pelo poderoso Kratera. 

Florianópolis precisava muito estar dentro de um circuito dos festivais independentes. Faltava o seu. Precisou algumas peças serem mexidas para que a coisa viesse à tona no cenário rock. Claro que pela sua importância, o primeiro festival não pôde contemplar algumas bandas locais, mas vale ressaltar que muitas outras bandas ficaram de fora. Não podemos crucificar nínguem pela ausência desse ou daquele. O FNF veio para ficar e tem tudo para ser mais um importante espaço para o independente nacional. Basta a continuidade do trabalho e a presença do público.  Que venha 2009, que venha mais um FNF

Começa hoje o Floripa Noise Festival

setembro 26, 2008

Começa hoje em Florianópolis o Floripa Noise Festival. O evento promete ser um dos melhores eventos do gênero para o Estado e nesta primeira edição, a galera da Insecta Produções, produtora do evento, priorizou bandas catarinas no cast. Hoje sobem ao palco as primeiras seis bandas. 01:20h – SICK SICK SINNERS (Curitiba/PR) 00:40h – O LENDÁRIO CHUCROBILLYMAN (Curitiba/PR) 00:00h – CASSIM & BARBÁRIA (Curitiba/PR + Floripa/SC) 23:20h – KRATERA (Floripa/SC) 22:40h – COCHABAMBAS (Floripa/SC) 22:00h – GIZMO (Floripa/SC)

 

No telão, a famigerada TV Insecta e ao vivo, a incrível LUCHA LIBRE – Jim Avignon vs. Hugo, (live painting – com trilha sonora em 7”por Say Hooo!) Eu  infelizmente não poderei ir no primeiro dia, vou tentar ir no segundo. Como algumas pessoas sabem, tenho uma eleição para vencer em Itajaí e neste momento, uma semana antes do pleito, todas as atenções estão para isso, mas isso não é papo para o Mundo47. 
Confira a programação do sábado

27 de Setembro (sábado)
01:20h – DANIEL BELLEZA & OS CORAÇÕES EM FÚRIA (São Paulo/SP)
00:40h – OS AMBERVISIONS (Rio Tavares/PQP)
00:00h – DIMITRI PELLZ (Campo Grande/MS)
23:20h – EUTHANASIA (São José/SC)
22:40h – STUART (Blumenau/SC)
22:00h – PÄRÄCHÄMÄS (Blumenau/SC)
Serviço
Floripa Noise Festival 2008 – Shows;
Dias: 26 e 27 de setembro (sexta e sábado)
Horário: 21:00h – 03:00h;
Local: Célula – Av. João Paulo, 75, ao lado do elevado do bairro João Paulo, Floripa;
Ingressos antecipados: Guitarland – Rua Ten. Silveira, 111 – loja 06 (subsolo). Fone: (48) 3024 0066, Floripa;
Preço: 15,00R$ por noite. Clube do Assinante DC tem desconto de 20% nos antecipados.

São Paulo Para Roqueiros

setembro 26, 2008

Livro reúne endereços opções para rockers na terra da garoa

 

Lojas de CDs, DVDs e até LPs!? Isso sem falar nos acervos especializados, escolas de música, fã-clubes… Se São Paulo é mesmo o túmulo do samba, o livro “São Paulo Para Roqueiros” mostra que a cidade tem o rock’n’roll na veia desde os tempos em que a turma da Jovem Guarda descia a rua Augusta a 120 km/h.

O volume traz 204 endereços que vão desde seleção de baladas a profissionais que consertam e fazem instrumentos sob encomenda. Do heavy metal ao indie, do punk ao new rock, o título mostra quais são os melhores estúdios para ensaiar e gravar o CD de sua banda. Há também dicas sobre cursos gratuitos, luthiers, conservação de instrumentos de corda, e uma seção especial sobre a Rua Teodoro Sampaio, referência para músicos e produtores musicais que querem os melhores equipamentos e ficar por dentro de todas as novidades.

Este é um guia ideal para quem vai para SP para buscar o que o Sul do país tem em menor quantidade. Ir para SP e não dar uma olhadinha na Galeria do Rock ou na Teodoro Sampaio é um sacrilégio. Santa Catarina está anos luz deste tipo de coisa, mas já houve tempos mais áureos na minha opinião. Mas fica ai a dica do livro do Thiago Lotufo, que deve ter percorrido toda a cidade em busca de tanta coisa legal.

É triste ver a destruição de Amy Winehouse

setembro 26, 2008

Amy na época que era gostosona e cantava pra caramba

Eu confesso que zapeio diversos sites de internet e geralmente o site G1 é uma importante fonte de informações. Eles abordam a vida mundana das celebridades na cor amarela e misturada a notícias do cotidiano em vermelho e de esportes em verde, em quase todos os dias o destaque da notícia amarela é Amy Winehouse e suas estripulias em Londres. Ao longo dos últimos dois anos, leio via web, digamos de camarote, o processo de deteriorização da cantora. Amy está morrendo e morrendo lentamente. 

A última notícia postada com fotos, nesta sexta-feira, o G1 mostra a foto mais recente da cantora. Talvez tenha sido tirada ontem, por um dos milhares de paparazis que circulam pela capital britânica. A cena – clique aqui para ver – é chocante, mais uma foto de Amy no seu processo de auto-destruição e tudo isso está ao alcance de todos, na internet.

Claro que a gente sabe que na história da música, vários e vários artistas foram consumidos pelas drogas. No mesmo instante que elas trouxeram prazer ou foram influência para algum trabalho, elas também os consumiram. Muitos foram pro saco, literalmente, podemos citar Janis Joplin, Jimi Hendrix, Kurt Cobain, Miles Davies, enfim, vários, mas todos eles o público não acompanhou o calvário final, simplesmente veio até nós a notícia de suas mortes e no final das contas, na maioria das vezes, as imagens que ficaram destes ídolos do passado é pelo menos uma imagem normal, da pessoa com saúde. Hoje com a popularização e massificação da net, o dia-dia de Amy Winehouse está estampado nas páginas virtuais e impressas, um verdadeiro circo de horrores.

Outra coisa a se lamentar é que para a mídia pop, os casos de drogas, brigas, bebidas é mais difundido do que sua música. Com tanto problema, sua voz e sua mente não é mais a mesma. Creio que será muito difícil a recuperação de Amy Winehouse, tanto na sua saúde ou para sua música. O próximo disco que Amy está gravando, não sai e segundo fontes, nem sairá, já que ela não consegue finalizar uma música.

Revista Válvula 6# no formato online

setembro 25, 2008

Agora no formato virtual, a Revista Válvula está no ar com sua 6º edição, do mês de setembro. Na capa o pessoal da Rock Picture Show de Balneário Camboriú. A Válvula, capitaniada pelos irmãos Anderson e Flávio Oliveira, sempre deu preferência para bandas catarinenses em suas capas e reportagens principais. Além de outras reportagens com bandas catarinas, a Válvula também traz resenhas e entrevistas com músicos de outras bandas do circuito independente do Brasil. 

 

Veja o que tem de bom nesta edição: 

Válvula #6 – Setembro de 2008.

CAPA: ROCK PICTURE SHOW – Os Monstros da Praia: Referência do rock alternativo em Balneário Camboriú.

MATÉRIA: AEROCIRCO – O Espetáculo vai começar, e agora é Ao Vivo. Banda de Floripa lança CD ao vivo gravado na Célula, reduto independente da capital.

SEÇÕES:
Banda do Mês: Old Machine – Stoner Rock de Joinville.
Entrevista: Gustavo Riviera – Vocalista dos paulistas do Forgotten Boys fala do novo disco da banda, Louva-Deus.

VÁLVULA #6! AGORA NO FORMATO VIRTUAL!
http://www.valvularock.com.br/

Bandas de Joinville fazem fextênha róque no domingo

setembro 25, 2008

Em meio a esse turbilhão de shows do mês de setembro e com este fim de semana com o Floripa Noise Festival, no domingo algumas bandas da maior cidade catarinense, Joinville, fazem a fextênha róque no meio da tarde no Bar Funil. Entre mesas de sinuca e cerveja barata, Ursulla, Infanta e Blasé querem fazer um domingo sem Domingão do Faustão ou Show do Esporte, o negócio mesmo será rock. Fique ligado e compareça. 

 Ursulla

 http://www.myspace.com/bandaursulla

 

Bela Infanta 
 Blasè 
http://www.myspace.com/blaseH


BAR FUNIL
Localização do bar:
Rua: Dona Francisca, n.2057 – Bairro – Saguaçu – Joinville
(Em frente a antiga Autolândia!)
R$ 4,00

O rock pulsante e melódico dos Valentinos

setembro 25, 2008

De vez em quando a cidade de Porto Alegre produz uma leva de bandas. Algumas tem sobrevida, outras morrem com o tempo. Já não é de hoje que escuto que POA não é mais como antigamente, mas nem sempre podemos subestimar um estado e uma cidade que volta e meia nos manda boas bandas. Valentinos é uma que surgiu neste ano e no primeiro trabalho disponível na web, esses caras mostram um rock and roll potente e pegajoso. 

A banda foi formada pelos amigos, que em comum cultivam o gosto pelo melhor do rock and roll. Foppa na guitarra e backing vocal, Jonts nos vocais e guitarra base, Penha no baixo e Wodarski juntaram suas influências como Supergrass, Oasis, Clash, The Jams e outras boas referências, em músicas próprias em português, um bom rock com boas melodias e muita sinceridade.  Por estes e outros motivos os Valentinos são uma das grandes promessas do rock gaúcho, atingindo uma respeitosa posição entre outras bandas e o público em geral. 

Segundo a banda, a prioridade agora é dar um gás para gravação de novos trabalhos e buscar novas terras para difundir o som produzido por eles. Santa Catarina não está descartada. “Gostaríamos muito de tocar por ai, só entrar em contato para gente fechar alguma parceria”, revela um dos integrantes por e-mail. 

 

CONHEÇA VALENTINOS:

http://www.myspace.com/valentinosvalentinos

Lenzi e Headcutters tocam em Brusque nesta sexta

setembro 25, 2008

Durante muito tempo, os irmãos Lenzi eram referência para o blues catarinense. Mesmo atuando nas fextênhas da night, os irmãos fizeram muitas apresentações com um set list só de blues, grandes clássicos. Marzio Lenzi fez até um disco dedicado ao tema que foi parar nas páginas da guitar player. O tempo passou e o Lenzi Brothers priorizou o rock and roll puro e as composições próprias no meio independente. 

O blues ficou com uma certa lacuna durante algum tempo, quando surgiu o nome dos itajaienses do On The Rocks Blues Band, que hoje se chamam The Headcutters. O bastão do blues foi repassado com louvor para esses caras que tomaram o posto e se tornaram uma das principais bandas de blues do país. O mais bacana disso tudo é que o bastão do blues ficou aqui na região 47 e nesta sexta-feira as duas bandas se encontram para uma festaça na cidade de Brusque. As informações estão no cartaz acima, se você estiver pela área, dá um chego lá e confira o melhor do blues e do rock de Santa Catarina.

Mallu Magalhães em Santa Catarina em outubro

setembro 25, 2008

 

Rápido e rasteiro, Marquinhos Espíndola divulga hoje em seu Blog do Marquinhos, que Mallu Magalhães, a menina prodígio do hype paulista estará em Santa Catarina para o seu primeiro show. Floripa será a cidade escolhida para o gig da garota que anda balançando a cena do independente nacional e a Célula é o bat local, que vai abrigar a apresentação de Mallu no dia 11 de outubro, um dia antes do Dia das Crianças. 

Agora no início do outubro o disco de estréia de Mallu estará saindo do forno e o show é bem propício para que ela toque as músicas contidas no disco e que também foram produzidas pelo festejado produtor Mario Caldato, que também é produtor dos discos do Nação Zumbi e já trabalhou com Beastie Boys. É inegavel o talento de Mallu Magalhães para a idade dela, sem sombre de dúvidas, o que já expus aqui é o seu sucesso precoce e festjado demais pelo hype paulista que nunca deu tanto espaço para o folk com outras bandas.

No blog do Marquinhos me chamou a atenção do cometário da também jornalista Marcia Feijó, que diz que seria bacana a entrada dos menores de 16 anos no show da Mallu, já que a garotada da ilha merece a oportunidade de ver esse show. “Ver gente da mesma idade produzindo música de qualidade”, disse Márcia. Eu concordo com a colega, pelo menos para o restante do país, o trabalho da Mallu serve para mostrar que ser necessariamente adolescente não é só ouvir porcarias como os artistas de reality show do Ídolos ou RBD. 

Segundo o Marquinhos, a Célula estuda a possibilidade de fazer duas apresentações, uma matinê para a piazada menor de 18 e uma a noite, para os malacos. 

Para completar o assunto Mallu, no dia 07 de outubro a guria vai gravar o primeiro DVD. 

 

 

Se você estava em Plutão nos últimos meses, conheça:

http://www.myspace.com/mallumagalhaes

Jagermeister Rock traz Reel Big Fish e Goldfinger

setembro 25, 2008

Mais um festival de rock pinta no país em outubro. É o Jagermeister Rock, que acontecerá no dia 30 no Via Funchal trazendo as bandas americanas Reel Big Fish e o Goldfinger. Pela primeira vez no brasil, os fãs das duas bandas poderão vê-las ao vivo. Na abertura a presença da banda Sapo Banjo, do independente nacional, de ska que já tocou com uma pá de bandas no país. 

Para quem não sabe, o Reel Big Fish é uma banda de ska-punk da Califórnia. Formado em 1995, o Reel saiu do independente americano e figurou o mainstream lá pelos idos de 1997. O single “Sell Out” foi seu primeiro grande sucesso nas rádios e na MTV dos EUA.  Já o Goldfinger é mais uma banda de punk rock, também californiana e foi formado em 1994. Ao lado de nomes como Sublime, No Doubt e Rancid, o Goldfinger ajudou na formação da cena ska-punk americano dos anos 1990. 

O primeiro Jagermeister Rock começa às 20 horas com ingressos variando de R$ 120 a R$ 200

Marcelo Camelo: seria a nova coqueluche do indie?

setembro 23, 2008

O pacato Marcelo Camelo, que deu um tempo na sua festejada banda Los Hermanos, estreou há poucos dias o show do seu primeiro disco solo, “Sou”, lançado há pouquíssimas semanas na internet, para audição e com vendagens ainda tímidas.  O que chama a atenção na resenha da jornalista Adriana Ferreira da Silva, da Folha de SP, é que mesmo para um primeiro show, Camelo alcançou um parâmetro de superstar no festival Coquetel Molotov, realizado em Pernambuco na última sexta-feira. Segundo o artigo de Adriana, centenas de pessoas lotaram o show de Camelo na primeira noite do festival. 

O clima do show foi com tietes segurando cartazes que tratavam de Camelo como verdadeiro galã. Adriana segue com seu relato, falando de gritos histéricos da garotas, choro, transe e o público cantando na ponta da lingua, todas as canções de Marcelo em seu disco “Sou”, lembrando novamente, lançado há pouco tempo. Assim como li o texto de Adriana, outros que fucei na web dizem praticamente a mesma coisa. Camelo é o “cultpop” de 2008. A grande maioria dos presentes, órfãos de Los Hermanos, finalmente acham o seu messias para que o “legado” continue. 

O show de “Sou” é hora introspectivo, quase um João Gilberto e hora é mais animado, com a forte presença dos independente do Hurtmold. O CD ainda não empolga tanto quanto qualquer último trabalho de Camelo com o Los Hermanos, mas é uma boa resposta ao seu próprio processo criativo, onde na banda as cabeças de Rodrigo Amarante e do próprio Camelo, disputavam respeitosamente pelo espaço nas composições. 

Marcelo Camelo se junta em 2008 ao hype de Mallu Magalhães, mas pelo menos Camelo ainda tem aquele “que” de liderança, mas talvez involuntáriamente e também pelos milhares de órfãos de Los Hermanos, o compositor e cantor tenha ainda um pouco mais de credibilidade e não seja um hype pastiche. Infelizmente, até agora, Santa Catarina não tenha ainda entrado na agenda de shows do cara, mas fiquem os produtores sabendo que não faltam interessados em trazer o show de Camelo para terras catarinenses.

Confira o artigo da Folha de São Paulo

Cancelado show do Stuart em Joinville

setembro 23, 2008

O Marcos Maia, que estava organizando o show da banda Stuart em Joinville para esta sexta-feira, 26, me ligou agorinha mesmo para avisar que não vai mais rolar o show. Segundo Marcos, o bar tinha grande interesse em fazer a parada, mas não tem alvará correto para este tipo de evento. Prevendo alguma ação por parte dos pé de porco, Marcos achou melhor não expor a banda e o gasto da vinda deles à Joinville para nada. Mas ele garante que vai se articular para bolar um novo show para breve. Portanto, Stuart apenas no Floripa Noise Festival.

O Kaly, da Stuart, havia me pedido um show deles em Balneário Camboriú para o domingo, mas já deixo de público aqui para o Kaly, que não deu velho, pois estou cheio de serviço no meu trabalho de gente normal aqui em Itajaí, mas fica para outra também. Quem sabe eu e o Marcos Maia não fazemos uma balada dupla, Joinville e BC.

Verano toca no Blues Velvet nesta quarta

setembro 23, 2008

Olha, depois do Lero-Lero musical na Saraiva Megastore, não custa nada dar uma passada lá no Centro da capital para dar uma conferida no show da banda Verano, que toca no Blues Velvet a partir das 22h com ingresso a R$ 8 pila. A banda que lançou um baita EP neste ano, volta de Curitiba onde fez um show muito bacana no último fim de semana ao lado do Charme Chulo. Vai lá e dá um confere. 
VERANO dia 24/09 – quarta-feira – 22hs r$8
http://myspace.com/casiunverano
Blues Velvet -Rua Pedro Ivo 147, Centro, Fpolis – SC
(48) 3225 4111
http://www.bluesvelvet.com.br

Floripa Noise passa pelo seu teste no fim de semana

setembro 23, 2008

Parachamas (Blumenau) é atração no segundo dia do festival 

 

Nesta sexta e sábado, em Florianópolis, acontece a primeira ediçãod o Floripa Noise Festival, organizado pelo pessoal da Insecta Produções. A primeira edição de um festival que tem a expectativa grande de crescimento nos próximos anos passa pela boa organização, qualidade do som para as bandas e as próprias bandas, que se melhor aceitas pelo público, poderão ser o diferencial para um festival organizado num lugar fechado, do que num lugar aberto. SC é conhecido por ser terra dos festivais abertos, ao ar livre, uma espécie de Glastombury tupiniquim e um festival fechado é ainda um desafio. 

Para esta edição a rapaziada da Insecta priorizou bandas catarinenses no seu cast. Não somente a promoção delas no nível local, mas também a tentativa de levar para outros festivais, um maior números de bandas da terra. A Abrafin é uma entidade muito fechada, que reúne festivais por todo o país e para o meio independente, colocar um festival na Abrafin exige uma série de coisas que de certa forma, dificultam a presença de bandas catarinas nos festivais da Abrafin. O FNF é uma tentativa catarinense de entrar neste circuito, tanto como festival e com as bandas do Estado, que dificilmente figuram uma edição de algum festival da Abrafin. 

Essa é uma discussão que poderá ser levada nesta quarta-feira, no Lero-Lero Musical, que o Marquinhos Espíndola promove na livraria Saraiva no shopping Iguatemi em Florianópolis. O povo pensante do róque catarina deverá estar presente no evento e já é uma espécie de “warm up” do Floripa Noise Festival. 

Na parte musical, na sexta-feira o Sick Sick Sinners, de Curitiba é o grande destaque, seguindo com O Lendário ChucroBillyman, também de Curitiba, depois o primeiro show em terras catarinas de Cassim & Barbária, com Cassiano que agora reside no estado, passando pelo dono da casa, com Gastão Moreira e sua banda Kratera. Gizmo e Cochabambas, bandas da ilha que quase não realizam shows, abrem o festival na sexta. Destaque para Cochabambas e o seu surf music tradicionalíssimo, quase uma religião. 

No sábado, tirando Daniel Belleza e Os Corações em Fúria, que estão vindo de São Paulo e Dimitri Pellz do Mato Grosso do Sul, o restante da noite é catarina. Os sempre clássicos Ambervisions e o som esporrento desorganizado/macabro, a participação dos guris dos Parachamas é um bom destaque para a noite e também a vinda do Stuart, quarteto catarina que reside também na capital paulista. Mas o grande destaque mesmo é o show de despedida da lendária banda Euthanasia, de São José, cidade do lado de Floripa, que marcou a cena do hard core nos anos 1990 com muita maestria. As pesadas vozes de Jean e Marcelo Mancha, retornam para um show que poderá ser o derradeiro. Meus grandes respeitos a Marcelo Mancha e sua turma, eternos e vibrantes como sempre. 

 

Fique ligado no Floripa Noise Festival

Local: CÉLULA (Av. João Paulo, 75, ao lado do elevado do bairro João Paulo) – Florianópolis – http://www.sitedacelula.com.br 
Preço: R$ 15,00 por dia – ingressos limitados;

Ingressos Antecipados:
GUITARLAND – Rua Tenente Silveira, 111 – Lj 06, Centro, Florianópolis – fone: (48) 3024 0066;

Música do Antonio Rossa vence festival

setembro 22, 2008

 

Bacana!

O multimídia catarina, Antonio Rossa, teve uma música sua, composta lá pelos idos de 2001, vencedora do Festival Interunesp. A música “Sentimental Tecnológico”, com letra do Antonio e musicada pelo músico paulista Guto Bata, foi a vencedora do Interunesp de MPB e Convidados, realizado na Ilha Solteira, em Sampa. 

Parabéns pra gurizada nessa vitória importante!

Veja o vídeo da apresentação:

 

 

Stuart volta a SC para dois shows

setembro 22, 2008

Depois do histórico show no Observatório Bar, em Blumenau, no último dia 08 de setembro, a Stuart volta para Santa Catarina para dois shows. Dia 26 de setembro em Joinville, junto com a banda Alva no Grosses Haus e n o dia 27 no Floripa Noise Festival, na Célula em Florianópolis. Mais uma excelente oportunidade para os 47 e 48 darem uma conferida nas músicas do último disco do Stuart, lançado há pouco mais de um mês. “Teatro que Celebre a Extinsão do Inverno” se candidata como um dos melhores álbuns deste ano.

Tschumistock apresenta desenho oficial deste ano

setembro 22, 2008

O Tschumistock, que acontece todos os anos em Rio do Sul, também é uma vitrine para trabalhos artísticos do underground local. Durante algum tempo, os desenhistas Marcelo Fronza e Alejandre Oliveira, se revezaram na responsabilidade de fazerem os desenhos mais pirados do festival. De uns tempos para cá, a organização abriu maior espaço e durante algum tempo, vem recebendo além do material das bandas, desenhos de vários artistas, candidatos a serem tema do evento. O desenho escolhido vai para a estampa de mais de 300 camisetas, folders, site e outros. 

O desenho acima é assinado pelo desenhista Fabinho e será tema do ano de 2008. Segundo a organização, os traços nãos são tão convencionais dos desenhos já usuais no festival, mas teve pontos a favor pelo movimento e jovialidade.  A assessoria do festival divulga também que o site entra no ar nesta semana, com novidades sobre a estrutura e a divulgação das atrações de 2008. 

 


O som jovial do The Zimmers

setembro 19, 2008

Fãs de Guilherme Zimmer, o irreverente vocalista e líder dos esporros diversos dos Ambervisions, formaram uma banda de róque. Nesta semana a banda dos senhores e senhoras com média de idade de 90 anos, lançou em Berlim o “álbum” de estréia, “Lust For Life”.

Eles garantem que Floripa está na previsão de shows pelo planeta. A idéia é fazer um tributo ao seu mentor, o Zimmer. 

 

Veja a performance dos velhinhos em “My Generation”, do The Who

Moptop toca neste sábado no Curupira

setembro 19, 2008

Neste sábado o Curupira recebe o Moptop, do Rio de Janeiro para mais um grande show do final de semana. SC ferve de rock sexta e sábado. Em Guaramirim, além do Moptop, a seleção catarina contará com as excelentes presenças de Parachamas (Blumenau), Ursulla (Joinville) e Rock Picture Show (Balneário Camboriú). 

Segundo o Fotolog oficial do Curupira, ainda há ingressos para este show, portanto, garanta já o seu e procure seus amigos ou busos de sua cidade para estar lá.

http://www.fotolog.com/curupira_rock

Lageanos da Yer lançam aperitivo no Myspace

setembro 18, 2008

Os lageanos da banda Yer postaram em seu myspace nesta quinta-feira,  18,  um aperitivo instrumental do que será  seu prometido disco cheio que tem previsão de lançamento para início de 2009. Provando que o rock de Lages não vive só de metal, a Jam instrumental gravada no recém inaugurado estúdio da banda em Lages, mostra a força de um ótimo power-trio, guitarras borbulhando psicodelia e blues rock do bom.

Pra você que não conhece, pode ouvir também na página o EP “CHEERS MATE”, lançado em 2006. No material de divulgação enviado hoje para mim, os caras dizem (e eu agradeço a sitação)  que entre outras resenhas positivas,  o EP recebeu destaque como notícia principal no portal Senhor F de Brasília e na extinta coluna Rockline de Rafael Weiss na Tribuna Catarinense. A “Yer” é formada pelos irmãos Fabiano (guitar/Vox) e Maurício Melo (baixo) +  Guilherme Pitt na bateria. Fabiano e Guilherme já tem experiência no rock Catarina, incluindo participações em shows e gravações com os seus conterrâneos da banda Lenzi Brothers.

Conheça Yer no Myspace

 


Festival Lua Cheia reúne grandes bandas de Joinville

setembro 18, 2008

Galera, eu to muito sem tempo para produzir matéria, esse Mundo47 de hoje está muito divulgação de shows, mas o que vale é divulgar. Acima um post fazendo um rápido comentário. 

 

Da assessoria:

O dia mundial da árvore é celebrado em 21 de setembro e, nesse ano, a data será agraciada com lua cheia. Pensando na comemoração e na forma mais exuberante do satélite da terra, nasceu o “Festival da lua cheia, dia mundial da árvore”. O evento será realizado no sábado (20), na sede campestre do clube 31 de julho, na avenida Santos Dumont, 5632, no bairro Aventureiro. O ingresso antecipado custa R$ 30,00 – paga meia-entrada quem levar um quilo de alimento não-perecível. E os bilhetes podem ser adquiridos na Livrarias Curitiba, Rock Total Discos e Circus Musicales. Na hora, o valor aumenta para R$ 40,00 – metade para quem apresentar um quilo de alimento não perecível. 

 


A organização encaminhará os alimentos arrecadados para a Associação Joinvilense de Obras Sociais (Ajos) que destinará o montante a uma entidade do município. No dia do evento serão distribuídas sementes de árvores a todos que comparecerem a festa. “O espírito é esse. Vamos distribuir alimentos e preservar as árvores”, defende um dos organizadores e baterista do Reino Fungi, Hugues Torres. Por fim, haverá o sorteio de brindes como vinis, CDs, DVDs, livros e camisetas do festival.
Reino Fungi, Os Depira e Fevereiro da Silva representam o rock; Manifesto de Vida, o reggae; e o Arueira/banda Paratodos, o forró. A discotecagem fica por conta do DJ Marcios. A primeira banda sobe ao palco às 22h. A capacidade do 31 de Julho é de aproximadamente 600 pessoas. “Esperamos lotar a casa, mas para isso, precisamos da ajuda das bandas participantes na divulgação”, confia Hugues. 

A banda Reino Fungi foi selecionada recentemente para integrar uma coletânea nacional em homenagem ao álbum Branco do Beatles – o disco faz 40 anos no dia 22 de novembro; Os Depira representam o conceituado rock etílico de Piracity; o Fevereiro da Silva continua divulgando o EP Funil; o Manifesto de Vida vem despontando como promessa do reggae na cidade; e o Arueira venceu o primeiro edital de apoio às artes promovido pela Fundação Cultural de Joinville (FCJ), em 2005. 

Festival Da Lua Cheia
Shows com Reino FungiOs DepiraFevereiro da SilvaManifesto de Vida e Arueira
Local: Clube 31 de Julho (Av. Santos Dumont, 5632)
Data: 20/09 (sábado) – 22:00
Ingressos antecipados: R$30 (doando 1kg de alimento: R$15) – Livrarias Curitiba, Rock Total Discos e Circus Musicalis (Shopping Floral)
No local: R$40 (doando 1kg de alimento: R$20)

Verano toca em Curitiba nesta sexta

setembro 18, 2008
Nesta sexta-feira, a Verano, de Florianópolis, estará em Curitiba tocando junto com o pessoal do Charme Chulo. Pela segunda vez no Paraná, a banda de Floripa que lançou o excelente EP “Stonehill Sisyphus” se apresenta no The Basement Pub (Antigo Porão do Rock). A banda percorre o Sul do país para divulgar o seu EP que saiu pelo selo Midsummer Madness, do Rio de Janeiro. Já a banda local, Charme Chulo, promete um show afiado, incluindo músicas inéditas e as já conhecidas do primeiro disco, destaque para “Piada Cruel”, faixa que acaba de ganhar um clipe.
  

 

Serviço
Charme Chulo + Verano (PR)
Dia 17 de setembro, sexta-feira
The Basemant Pub / Porão Rock Club – R. Pres. Carlos Cavalcanti, 1212/1188
R$6 (feminino) e R$10 (masculino)
Promoção: Double caipirinha até 1:00 hora.
Confira o trabalho da banda Verano:
www.myspace.com/casiunverano  
 

 

 

Clube da Luta: 2 anos de atividades

setembro 18, 2008

O texto é do meu primo, o Ulysses Dutra, da Coletivo Oprante, mas acho muito válido para comemorar os dois anos do Clube da Luta. 

 

Parece que foi ontem. E apesar de muitos não botarem fé, eis que o Clube da Luta completa 2 anos de atividade, agitando a cena da bela Ilha do Atlântico Sul e indo mais longe.

Amanhã a Célula ferverá com a comemoração que traz as apresentações de Carlos Trilha, Clube da Luta All Stars e Superpose mais o DJs Zé Pereira, Freak Zuleika e Marcos Espíndola.

Para o evento será aberta uma nova ala que aumentará a capacidade da casa para 800 pessoas. Uma sonorização potente, mais bares e banheiros complementarão a estrutura.

Criado em Florianópolis no ano de 2006 com o objetivo de movimentar a produção de música autoral de SC, o Clube da Luta tem como principal regra: você não faz músicas que não são suas. 

Nestes dois anos de história, o projeto tornou-se sucesso de público, atraiu parcerias com o site MySpace e com a MTV Brasil e tem realizado edições extras, como a participação no principal Festival de Música Pop do Sul do País, o Planeta Atlântida, no Festival de Outono da Lagoa e em outras cidades do Brasil, como o Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.

Na comemoração desta sexta-feira, as bandas do Clube estarão representadas pelo Clube da Luta All Stars, quinteto formado para tocar as músicas dos grupos que fazem parte do projeto. A noite ainda contará com a apresentação do duo Superpose, que vem se destacando no cenário de música autoral eletrônica do país. E, fechando a noite com chave de ouro, o Clube da Luta trás de volta à Florianópolis, o músico e produtor, Carlos Trilha, que destilará o melhor do seu novo trabalho, “Retrotech”.

Carlos Trilha é natural de Florianópolis, iniciou sua carreira com a extinta banda Tubarão, nos anos 80. Já trabalhou com diversos nomes da música nacional, como Léo Jaime, Kid Abelha, Lobão, Leoni, Autoramas, Legião Urbana, onde também produziu e arranjou o último disco solo de Renato Russo, intitulado “The Stonewall Celebration Concert”. Atualemente, Trilha acompanha a cantora Marisa Monte na tour do disco Universo Particular.

Os ingressos antecipados no valor de 15 reais podem ser adquiridos na Varal Camisetas, na Rua Tenente Silveira, 111, Galeria Parthenon, no Centro.

Lenzi e Maltines no Gas Sound

setembro 17, 2008

Neste domingo, 20 horas, rola mais um programa Guaraná Antártica Gas Sound, que reúne bandas de todo o país em seletivas regionais para participarem de uma grande final em São Paulo. O programa é transmitido em rede nacional para todo o Brasil na REDE TV. Neste domingo duas bandas catarinas, que participaram da seletiva regional em Porto Alegre, participam do programa. Lenzi Brothers e Maltines. 

Eu já sei o resultado, mas melhor deixar os momentos de tensão para o programa, mas digo uma coisa, a Antárctica chamou várias bandas para um programa estilo ídolos, com jurados chatos criticando as bandas na frente delas, na caruda. Para se ter noção, um dos jurados é o aspirante a humorista, o Carioca do programa Pânico. 

Mas pelo menos temos bandas de SC que “sideram” bem. Vamos ver então.