Posts Tagged ‘folk’

Mundo Verde toca em projeto cultural em Indaial

novembro 3, 2008

Passando o fim de semana, a segunda começa com a notícia da Mundo Verde, lá de Indial que faz folk rock e que no próximo domingo, 09,  10 horas da matina (isso mesmo), se apresenta na Fundação Indaialense de Cultura no Domingo Musical. De acordo com os caras, o intuito é divulgar e valorizar o que é produzido na música local. Bandas e grupos de vários estilos já se apresentaram no projeto de Indial e para representar o rock, a Mundo Verde foi a escolhida pela Fundação de Cultura de lá. 

 A apresentação vai durar cerca de uma hora e acontecerá no segundo piso da Casa da Cultura em Indaial. A entrada é franca.

Tiago Cardozo da Mundo Verde diz que não tem desculpa pra quem diz que a Prefeitura local  não disponibiliza eventos para a juventude. Obviamente o repertório do show vai ser todo com musicas próprias da Mundo Verde.

 
www.myspace.com/bandamundoverde

Anúncios

Mundo Verde: excelente aposta folk do vale catarinense

outubro 16, 2008

Santa Catarina pode se revelar um belo celeiro folk brasileiro. Já nos anos 1980 tivemos a experiência rock rural do Expresso Rural. Um pouco depois, já nos fins dos anos 1990 a aparição meteórica, porém extremamente marcante dos Pistoleiros, o alt country do Superbug e mais recentemente a aparição do excelente Verano, de Florianópolis. Talvez os vastos campos e paisagens bucólicas de Santa Catarina, inspirem mais gente nesta proposta. Do Vale do Itajaí, próximo a Blumenau, o quarteto da banda Mundo Verde nos enche de orgulho para mais uma bela aposta do folk catarina neste ano de 2008. 

O projeto é antigo, mas somente há pouco mais de um ano, que o grupo fechou certinho. O som é um folk recheado de influências que vão desde Johnny Cash, Crosby, Stills, Nash and Young, Gomez, Nado Reis e com um pouco de Pink Floyd. O vocal grave do vocalista Marlon até lembra um pouco Zé Ramalho, mas ao longo das músicas, a qualidade melódica e instrumental do grupo se sobressai. 

Resumindo um pouco a história da banda, em 2001, Marlon Janke e Jony Tomelin, com um punhado de músicas próprias, iniciaram uma parceria. Em 2003 surgiu a idéia de montar uma banda com as músicas e além de Marlon (baixo e vocal), e Jony (guitarra), entraram na banda, Sabine Schweder (vocais) e Flávio Silva (bateria). No repertório, músicas próprias e alguns covers que iam de Led Zeppelin à Secos e Molhados.  Tempos depois, as obrigações com estudos, fizeram Jony, Flávio e Sabine sairem da banda.

Com o nome de Casulo Amarelo, a banda ficou conhecida entre 2004 e 2007, com uma formação maior e duas garotas nos vocais. Na época a tônica da Casulo era Led Zeppelin cover. No final de 2005, Jony e Marlon gravaram uma demo acustica em casa, no intuito de não perder todo o material que havia sido criado. A gravação durou cerca de tres semanas, e feita de forma bem artesanal. Com 10 músicas surge a demo acústica do Mundoverde.  No final de 2006 foi gravada mais uma demo acústica, agora com a ajuda de Flavio da Silva nas percursões, 

A retomada das músicas próprias só se deram no fim de 2006, com o fim da Casulo Amarelo, e a volta de Jony na cidade. Rapidamente formou-se a banda com: Marlon (vocais, viola,harmonica, trompete); Sabine (vocais); Jony (guitarra e vocais); Beto Schweder (Contrabaixo e flauta transversal, atualmente com a PARACHAMAS) e Tiago Cardozo (Bateria).  

Em janeiro de 2007 a banda gravou ao vivo uma demo no CREMA STUDIO, de Timbó,  com quatro músicas.  
Em outubro de 2007, Beto foi morar em Blumenau  e se dedicou inteiramente ao PARACHAMAS. Em seu lugar entrou Daniel da Silva,  no baixo. A formação atual conta com Marlon(vocais,harmonica,trompete e violão 12); Jony (vocais e guitarra); Daniel (contrabaixo) e Tiago (bateria). 

CD Saindo do forno

Depois de tanta história, a banda está finalizando o primeiro disco. Em janeiro de 2008 o MundoVerde foi atrás d gravou CD no Crema Studio, em Timbó. O lançamento é previsto para 09 de novembro, quando a banda tem uma apresentação prevista para a Fundação Cultural de Indaial. Segundo a banda, o CD terá uma varidade grande de influências, que vão do country ao prog, passando pelo rock e claro, o folk. Com o CD na mão, Mundo Verde quer galgar novos rumos para a banda. Primeiro é sair do circuito Indaial, Timbó e Blumenau, tocando em outros lugares do Estado e até fora dele. Orgulhosos de suas músicas, o pessoal avisa que tem três horas de músicas próprias. 

  
Próximas datas de shows
 
25 de Outubro (Sábado)
Mistureba Rock no Taverna´s Bar – (Indaial)
 
08 de Novembro (Sábado)
Workshow Ariel Coelho Indaial

09 de Novembro (Domingo)
Fundação Cultural de Indaial- Prévia do CD
 
29 de Novembro (Sábado)
Lançamento do cd do Circo Acústico.

 

Conheça Mundo Verde

Myspace:
http://www.myspace.com/bandamundoverde
Fotolog da Banda:
http://www.fotolog.com/somdomundoverde 
Comunidade no Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=10963102

Mallu Magalhães em Santa Catarina em outubro

setembro 25, 2008

 

Rápido e rasteiro, Marquinhos Espíndola divulga hoje em seu Blog do Marquinhos, que Mallu Magalhães, a menina prodígio do hype paulista estará em Santa Catarina para o seu primeiro show. Floripa será a cidade escolhida para o gig da garota que anda balançando a cena do independente nacional e a Célula é o bat local, que vai abrigar a apresentação de Mallu no dia 11 de outubro, um dia antes do Dia das Crianças. 

Agora no início do outubro o disco de estréia de Mallu estará saindo do forno e o show é bem propício para que ela toque as músicas contidas no disco e que também foram produzidas pelo festejado produtor Mario Caldato, que também é produtor dos discos do Nação Zumbi e já trabalhou com Beastie Boys. É inegavel o talento de Mallu Magalhães para a idade dela, sem sombre de dúvidas, o que já expus aqui é o seu sucesso precoce e festjado demais pelo hype paulista que nunca deu tanto espaço para o folk com outras bandas.

No blog do Marquinhos me chamou a atenção do cometário da também jornalista Marcia Feijó, que diz que seria bacana a entrada dos menores de 16 anos no show da Mallu, já que a garotada da ilha merece a oportunidade de ver esse show. “Ver gente da mesma idade produzindo música de qualidade”, disse Márcia. Eu concordo com a colega, pelo menos para o restante do país, o trabalho da Mallu serve para mostrar que ser necessariamente adolescente não é só ouvir porcarias como os artistas de reality show do Ídolos ou RBD. 

Segundo o Marquinhos, a Célula estuda a possibilidade de fazer duas apresentações, uma matinê para a piazada menor de 18 e uma a noite, para os malacos. 

Para completar o assunto Mallu, no dia 07 de outubro a guria vai gravar o primeiro DVD. 

 

 

Se você estava em Plutão nos últimos meses, conheça:

http://www.myspace.com/mallumagalhaes

Verano toca no Blues Velvet nesta quarta

setembro 23, 2008

Olha, depois do Lero-Lero musical na Saraiva Megastore, não custa nada dar uma passada lá no Centro da capital para dar uma conferida no show da banda Verano, que toca no Blues Velvet a partir das 22h com ingresso a R$ 8 pila. A banda que lançou um baita EP neste ano, volta de Curitiba onde fez um show muito bacana no último fim de semana ao lado do Charme Chulo. Vai lá e dá um confere. 
VERANO dia 24/09 – quarta-feira – 22hs r$8
http://myspace.com/casiunverano
Blues Velvet -Rua Pedro Ivo 147, Centro, Fpolis – SC
(48) 3225 4111
http://www.bluesvelvet.com.br

Mário Caldato Jr. produzirá primeiro álbum de Mallu Magalhães

julho 2, 2008

Quem pode, pode. A nova coqueluche do hype paulista, Mallu Magalhães – a garota prodígio de apenas 15 anos do folk – terá como produtor do seu primeiro álbum, Mário Caldato Jr., produtor de discos de bandas como Beastie Boys, Beck e Jack Johnson. Mário também fez trabalhos com artistas brasileiros, como Marcelo D2. De acordo com o G1, da Globo.com, Mallu Magalhães ganhará ainda de presente, uma gravação no estilo antigo. Mesas de som do antigo estúdio Abbey Road, que eternizou os Beatles, serão usadas nas sessões de gravação. G1 adiciona ainda, que os instrumentos serão captados também por microfones raros.  Vale lembrar que nenhuma banda brasileira de teve um privilégio tão grande.

Superbug e Marco Britto juntos no dia 11

junho 5, 2008

Superbug: mostra do clipe inédito dirigido pelo Marco Martins

Na próxima quarta-feira, 11, o Blues Velvet Bar em Florianópolis recebe dois expoentes do alt country/folk rock catarinense. Os já velhos conhecidos do Superbug e Marco Britto, ex-Os Jeans e que está motando um projeto bacana de folk rock.

A noite vai ser especial, para não dizer imperdível e indispensável, no menu da noite, a estréia do clipe da música “Summerly Yours”, do Superbug, dirigido pelo mago dos clipes catarinas, Marco Martins. Ainda no cast de atrações da noite, apresentação dos filmes The Last Waltz (The Band), The Travelling Wilburys History e Shake it Off, do Wilco.

Ingressos R$ 8 por cabeça
11/06 – 21h
Blues Velvet Bar
R. Pedro Ivo 147, Centro, Fpolis
(48) 3225 4111

www.myspace.com/casanocampo  (Marco)
www.tramavirtual.com.br/superbug  (Superbug)

Clipe da Mallu Magalhães já está no YouTube

abril 14, 2008

 
 

A garota prodígio da cena indie paulista está de clipe na praça. É o primeiro vídeo oficial da moça. Bom, para entender melhor o meu pensamento sobre Mallu Magalhães clique aqui.

O vídeo tá bem produzido, me parece que ela deu um upgrade nas gravações com uma banda profissional acompanhando-a, o que deixou seu vídeo com cara de vídeo pra MTV. Só ela que não tem ainda uma boa voz para interpretar suas próprias músicas. Válido é que Mallu escreve o que canta, isso sim é um ponto positivo.

Mas eu gostaria de ver outras bandas que estão lançando disco este ano, com o mesmo impacto da mídia. Discos de bandas como Grenade, Stuart, Lenzi Brothers e Bad Folks, são obras fantásticas e com muito mais consistência e luta.

Bad Folks lança disco e disponibiliza na web

abril 1, 2008

 bad-folks.jpg

Há alguns anos atrás, quando na capital catarinense ainda existia o Underground Rock Bar, eu e um punhado de testmunhas, vimos no palco do bar do Franck o show do Bad Folks. Eu já conhecia a banda através de alguns emepetrês que haviam picocado nas minhas mãos, mas só mesmo o show para ter certeza do que eu já ouvia. Bom, o show foi muito bom, um dos melhores que eu já vi no Underground. Lembro na época de olhar pro Mutley e dizer: “Tu viu? que coisa foi essa”, disse com cara de espanto.

Pois bem, a boa nova é que o Bad Folks, agora um quarteto de Curitiba, capital do Paraná, está lançando seu novo álbum. Eles estão disponibilizando o álbum na web, di grátis, para todos. Bom, existe hoje uma onda folk no mundo. Várias bandas estão usando e abusando do rótulo. No Brasil, várias outras bandas surgiram e estão mostrando o seu importante trabalho para com o folk rock. Em SC eu destaco a Verano, que também está produzindo um trabalho excelente. Mas rótulos são rótulos, o que vale mesmo é que Bad Folks está produzindo material consistente e de qualidade.

O Bad Folks goza de uma puta reputação. Donos de um show consistente e realmente bom (como citado no início deste texto), a banda já gravou um single, um EP e um videoclipe rodado em Nova Iorque. Agora com o lançamento do álbum Impossible, o Bad Folks entra naquele hall que eu disse no final de 2008, como banda que lança em 2008 um grande disco. E não estava errado. 2008 tem sido uma benção, uma maravilha mesmo.

O disco que foi lançado agora no finalzinho de março, pelo selo Discos Voadores, com apoio de projeto da Fundação Cultural de Curitiba, traz ótimas canções e elas podem ser baixadas na internet, “di grátis”, como manda o novo figurino do pop.

BAIXE O DISCO IMPOSSIBLE

http://www.mediafire.com/?21nyk99leim 

CONHEÇA O BAD FOLKS

www.myspace.com/badfolks

Daian Schmitt é uma boa aposta do folk catarinense

março 17, 2008

daian.jpg

Um pouco do trabalho do Daian está no Myspace

A música catarinense acaba de ganhar uma nova promessa.  Bom, pelo menos para este espaço, o compositor Daian Schmitt é uma nova opção para a música do estado. Natural de Rio do Sul, mas morando em Blumenau desde 1998, Daian lançou no último sábado o seu primeiro disco com um show no KGB Bar, na cidade dos alemón.

O trabalho é consistente e muito bom. Puxando para a linha do folk e do rock clássico, Daian compôs inúmeras músicas em português para o seu primeiro disco. Um total de 13 canções de sua autoria. “O disco percorre caminhos distintos, entre baladas ásperas e rocks suaves”, diz o artista. 

Daia foi durante os anos de 2002 e 2005,  um dos organizadores e participante atuante do movimento artístico que aconteceu Blumenau, chamado MPBLU – Musica e Poesia Blu. Junto com a banda Os Tutanos e outras: Colonos Rebeldes, Revolver, Trovadores do Vento, Milho no Trilho e Saiabmamas, mais o Artista plástico Tadeu Bittencourt e Poeta Douglas Zunino. ”Fizemos uma ruptura na cultura da cidade, levamos nossa música até onde queriamos. Conquistamos um público que nos acompanha até hoje e que vem crescendo sempre” Explica Daian Schmitt.

O CD foi gravado, mixado e masterizado em Blumanau no RVB estúdio por Deny Bonfante e produzido pelo artista. Participaram das gravações os músicos, Léo Maier, Darlan Dias, Rafael Scharf, Jonathan Estevam Johnny Werner, Anderson Cassiano, Rafael Martorano e Jairo Adriano. Daian Schmitt é acompanhado pela sua banda, Os Comparssas do Rock que conta com Darlan Dias na bateria, Léo Maier na Guitarra e Bigo no Baixo.

Conheça o trabalho de Daian Schmitt

www.myspace.com/daianschmitt

www.palcomp3.com.br/daianschmitt