Archive for the ‘Notícias Rock’ Category

Cassim & Barbária gravam clipe em Florianópolis

novembro 5, 2008

still_001_catastrofismo20081


O combo catarina/paranaense Cassim & Barbária, de passagem marcada para março de 2009 para o South By Southwest, que acontecerá em Austin, no Texas, aproveitou a passagem pela ilha do artista brazuca radicado em Nova Iorque, Cleverson Oliveira, a banda está na fase de produção do clipe da música Catastrofismo ou Catastrophism (a música tem versões nas duas linguas), que foram recém postadas no myspace da banda. 

O clipe ja aproveita também para registrar a nova formação, com a participação de Guilherme Zimmer nos samplers e noises. Zimmer, líder mor de esporros diversos e também vocalista dos Ambervisions, faz o pepel de um doutor sádico. O vídeo foi gravado na sala de cirurgia da clínica Young Soul, dos entusiastas em arte, os cirurgiões Cláudio Nogueira e Cristina Vicari. 

O diretor Cleverson Oliveira além de ter  trabalhado antes com Cassiano na lendária Magog e no último clipe da curitibana Bad Folks, além de assinar o projeto fotográfico de Cassim & Barbária. Atualmente, Cleverson acaba de produzir um de seus mais novos trabalhos, filmado no Qatar, onde também foi expor e ministrar um workshop de video arte e participa da Media Art Bienalle – uma mostra mundial de arte digital em Seul, Coréia do Sul, representando o Brasil

 

O clipe de Catastrofismo ou Catastrophism deve ser lançado em pouco mais de um mês. No momento, Cassim & Barbária prepara-se para a apresentação que fará na Célula junto a Wander Willdner e Pornô de Bolso no próximo dia 15. Paralelamente, comandados por Rodrigo Lariú (dono do selo Midsummer Madness), os rapazes planejam e articulam a tour que farão pelos Estados Unidos no próximo mês de março.
 
 Escute Cassim & Barbária 
www.myspace.com/cassimf
 
 
Anúncios

Saiba tudo sobre o Tschumistock 2008 no Rádio Bar

novembro 5, 2008

Nesta quarta-feira, no programa Rádio Bar da Unidavi FM, de Rio do Sul, Rafael Tschumi e seus comparsas falam tudo sobre o Tschumistock 2008, um dos maiores e mais importantes festivais de Santa Catarina. Sabatinados pelos apresentadores Rafael Beling e Thiago Amado, os organizadores contam detalhes da edição 2008 do festival.

O programa vai ao ar nesta quarta-feira às 22 horas com reprise no sábado, 15 horas. Se você não mora em Rio do Sul, escute o programa através do link da rádio Unidavi.

Escute

www.unidavi.edu.br
www.fotolog.com/programaradiobar

De Joinville: Alva grava o primeiro CD

novembro 4, 2008

alva

Novidade boa vindo da terra dos principes. De Joinville, a roqueira Alva entrou em estúdio neste início de novembro para a gravação do seu primeiro álbum. A Alva foi contemplada no edital de apoio às artes em Joinville. O disco dos joinvillenses está sendo gravado em Curitiba, no estúdio Solo, um dos únicos estúdios com plataforma de gravação analógica do Sul do Brasil. O bacana é que o disco do Alva será todo registrado em fitas de rolo, não em plataforma digital. Com isso a banda espera absorver o melhor do seus equipamentos durante as gravações, reproduzindo maior fidelidade os timbres vintage. A própria banda está produzindo o trabalho que deverá ficar pronto em 2009. 

Alva é uma banda formada por músicos já experientes do cenário idependente catarinense. Iniciou as atividades em 2007 e conta com Rafael Zimath na voz e guitarra, Jean Douat na guitarra, Luiz Henrique Stephan Filho no baixo e voz e Thiago Fiúza na batera.  Com um som marcante, dotado de riffs pesados, refrões ganchudos e variações de quebras e andamento, a banda tem um som visceral, autêntico e sofisticado. Agora é esperar pelo ano de 2009 e o disco de mais uma boa promessa do rock de Joinville. 

 

Conheça o trabalho que está no Myspace da ALVA

http://www.myspace.com/alvasounds

 

Jacko não quer

outubro 31, 2008

Ontem o mundo todo comentava as declarações de Jermaine Jackson, irmão mais velho de Michael Jackson, que dizia da volta dos Jacksons 5 para 2009, incluindo a presença do irmão mais famoso, Jacko.

Pois bem, hoje foi a vez do próprio Jacko declarar que neca de pitibiriba. Se depender dele, Jacksons 5 será Jacksons 4, pois ele não tá afim de vazar com a brodagem pelo mundo.

Então tá, Jacko e suas maluquices…

Jackson 5 deve voltar com Michael em 2009

outubro 30, 2008

Parece ser certo, mas ainda dá para desconfiar. Depois de 30 anos de separação, os irmãos Jacksons devem voltar originalmente para uma pequena turnê em 2009. É o que garantiu Jermaine Jackson, um dos irmãos de Michael que nos anos 1970 fez um tremendo sucesso como banda “teen” que tocava soul. Num programa de televisão na Austrália, Jermaine disse que o J5 volta com Michael e também a participação das irmãs  La Toya e Jannet. 

Para matar as saudades da fase black de Michael Jackson, um clipe do YouTube, a melhor televisão do mundo – segundo Rafael Weiss – com “I Want You Back”.

 

Kelson Mendes se desliga do Curupira Rock Club

outubro 29, 2008

É, mais uma vez a velha richa entre proprietários de casas de show e produtores deixa o Curupira Rock Club sem o seu principal produtor. Kelson Mendes, baterista da Fly-X e produtor de inúmeros eventos no velho Curupira, deixa a função e se desliga da casa Curupira Rock Club. O motivo não foi colocado bem claramente, mas na nota oficial (que colocamos na íntegra abaixo), Kelson diz que não houve reconhecimento de suas atividades por parte do proprietário da casa. Em alguns anos como produtor dos shows do Curupira, Kelson e seu colega Pierre, realizaram inúmeros eventos fodas. Fica na história do clube. Já o outro lado, também tem espaço garantido aqui no Mundo47 para responder Kelson ou até mesmo divulgar eventos futuros. Mas na minha opinião, o Curupira perde muito com a saída do Kelson.

 

Leia a nota:

Não estarei mais à frente das produções dos shows do Curupira Rock Club que virão a acontecer de hoje em diante, nem minha equipe que me acompanhava em todos os shows e que eu a considerava extremamente competente, eficiente e profissional, deixando os eventos bem organizados e seguros Inclusive o tradicional e famoso cachorro-quente não será mais o mesmo. Infelizmente, estou me desligando, hoje, segunda-feira, 13 de outubro.

 

  Não poderia deixar de colocar esta nota oficial do meu desligamento e dar uma satisfação à todas as bandas, amigos que fiz, público em geral e imprensa.

A nota circulará, também, através de mainlist e de veículos de comunicação que criei para divulgar os eventos e toda história deste lendário lugar, casos do 1º fotolog oficial do Curupira Rock Club criado em 2004, a 1ª comunidade oficial do Curupira Rock Club, myspace, relatando tudo sobre meu afastamento definitivo das produções do Curupira Rock Club e meu descontentamento com o que vinha acontecendo.

Foram anos de luta, dedicação e comprometimento com a música independente, coloquei-me à frente de inúmeros shows, “milhares” de bandas e eventos grandiosos que entraram para a história do Curupira, todos os recordes de público, experiências incríveis trocadas com muita gente bacana que passou por aqui, inúmeras ótimas bandas, várias delas novas, tendo a oportunidade de tocar pela primeira vez, outras com mais experiência e tempo de estrada, diversas grandes do cenário alternativo Brasileiro, outras internacionais. Enfim…

 

Abaixo, alguns dos shows que tive oportunidade de produzir entre inúmeras outras bandas do Brasil inteiro e ÓTIMAS bandas CATARINENSES!!!

 

– Rotting Christ [Grécia] * maior público da história do curupira rock club.

– Rattus [Finlândia]

– See You In Hell [República Tcheca]

Kuolema [Finlândia]

– Força Macabra [Finlândia]

– Vomit For Breakfast [França]

– Kaeng! [Alemanha]

– Dog Soldier [USA]

– Os Replicantes [RS]

– Garotos Podres [SP]

– Matanza [RJ]

– Autoramas [RJ]

– Cansei de Ser Sexy [SP]

– Wry [SP]

– Rock Rocket [SP]

– Wander Wildner [RS]

– Walverdes [RS]

– Relespública [RS]

– Grenade [PR]

– Motorocker [PR] * parceria c/ evento skate rock

– Magaivers [PR]

– Mukeka Di Rato [ES]

– Carbona [RJ]

– Monno [MG]

– Claustrofobia [SP]

– Bandanos [SP]

– Zefirina Bomba [PB]

– Garage Fuzz [SP]

– Dead Fish [ES]

– Nitrominds [SP]

– Moptop [RJ]

 

  

Sinto muito, mesmo, mas, fugiu-me o clima para continuar. O encanto de continuar batalhando e me dedicando 100% foi se esgotando com muitas coisas que me deixaram triste. Falta de reconhecimento por parte do proprietário do local foi a principal causa para que eu jogasse a toalha. Por mais dura que seja a decisão, prefiro sair, agora, a continuar insatisfeito com os projetos futuros que a casa terá conforme planejamento, também do proprietário. Antes que se perca toda a mística, lenda da qual o local possui e que foi construído desde o início de suas atividades, retiro-me, porém, continuarei como produtor de shows como faço desde 1998, mas, em outros locais.

Particularmente, acredito que o Curupira Rock Club é lugar de ROCK e, assim, deverá ser para sempre. Ele surgiu de uma idéia brilhante, lá, em 1992 e foi tornando-se algo grande ao longo dos anos, com a ajuda e esforço de várias pessoas que se dedicaram ao máximo para que ele fosse o que é hoje. Caso do Edson Luís, do Tito, Pierre, entre outros. É muito importante que se diga isso. Não se pode em hipótese alguma esquecer trabalhos magníficos anteriores que foram feitos, lá, nos primórdios, onde a dificuldade era bem maior.

Torço para que continue firme e forte e crescendo cada vez mais. O público vem mudando e ganhando caras novas constantemente e isso é bom.

Penso ter contribuído nestes anos. Deixamos benfeitorias. Um exemplo: construção do grande galpão externo, bar e reformas gerais, em conjunto com meu amigo Pierre, onde não contamos com patrocínios, nem ajuda de nenhum órgão governamental. Produzi shows eventuais de 1998 à 2004 e 4 anos assíduos de outubro de 2004 até o último que foi o “ Tributo Black Sabbath “ no dia 10 de outubro e o festival punk intitulado “ 1º Pânico SC! “ que aconteceu no dia 11 de outubro.

 

Quero agradecer muito a todos aqueles que, sempre, acreditaram no meu trabalho e me ajudaram de alguma forma. Obrigado!

 

O Curupira Rock Club não morrerá jamais, ele é maior do que tudo isso.

 

Rock!

Kélson  Marcelo Mendes [29 de outubro de 2008]

 

Ele também foi…

outubro 29, 2008

Meu cochilo eletrônico no Oeste do Paraná, deixou vazar a cobertura do Rubens Herbst, do jornal A Notícia no Tim Festival. O homem do norte esteve por lá e pregou sua sabedoria rock na frente do hype paulista, deixando o Lúcio Ribeiro morrendo de vergonha. Em Sampa maravilha, ele bateu de letra com Marquinhos Espíndola, do Diário Catarinense e Fábio Bianchini, do site Virgula.  Visualiza o papo de Rubens Herbst sobre o telefônico festival…

Cassim & Barbária: First US Visit

outubro 24, 2008

Como prometido aqui, mais informações sobre a ida da banda Cassim & Barbária para Austin, no estado americano do Texas, para o famoso South by Southwest, festival que será realizado em março de 2009.

Claro que é massa pra caramba tocar na gringa. Este ano os catarinas do Tijuqueira e Stormental já experimentaram uma ida para a Europa, ano que vem temos a galera de Floripa que também se arquiteta para chegar ao mundo do Tio Sam, talvez já com o Obama na presidência.

Segundo Eduardo Xuxu, a banda chega ao continente do norte com nova formação.

Cassiano Fagundes, na guitarra e no vocal, Eduardo Xuxu na guitarra, baixo e vocais, MLeonardo no baixo, Heron Stardioto na bateria e no baixo e o gordinho erótico da Beira-Mar, Guilherme Zimmer nos aparatos eletrônicos e bateria. Como menager da parada, o mago da Midsummer Madness, Rodrigo Lariú.

Xuxu avisa também que há possibilidade da ida de outros agregados, admiradores e malacos nesta US.Trip.

Paul Weller cancela participação no Tim Festival

outubro 20, 2008

Este definitivamente não é o ano do Tim Festival. Depois de uma escalação regular e a exclusão da capital paranaense do festival, o Tim está com sérios problemas agora com os artistas que estavam programados no cast. Primeiro a desistência do The Gossip, que resolveu não cantar de galo na edição 2008 do festival. Hoje a desistência do cantor britânico Paul Weller, que também cancelou sua participação no Tim. O rolo todo da “não” vinda de Weller, é que seu tecladista, anglo/brasileiro, teve problemas com o visto de trabalho para vir tocar no Brasil, pra variar as autoridades inglesas embasbacando a coisa toda.  Resumindo, o Tim Festival perde mais uma atração de nome e corre o sério risco de ser um fiasco total.

Ringo não quer saber de responder cartas

outubro 14, 2008

Será que o homem vai responder pelo menos as da Marge?

“Mr Postman” que se dane. O “Paperback Writer” também. Ringo Starr, 68, não quer saber de responder cartas de fãs que querem que ele assine algum souvenir ou a própria carta e reenvie. Depois de quase 45 anos fazendo isso, o ex-beatles divulgou em seu site que responderá apenas as correspondências enviadas até o dia 20 de outubro, o que receber depois disso, Ringo fará picadinho do material recebido. A alegação de Ringo é que ele tem muita coisa para fazer e responder carta é um pé no saco que lhe tira tempo precioso.

Meu, como diria o cara do Kibeloco. O que isso vai mudar em nossas vidas?

Ringo é o menos ativo dos ex-beatles (tá certo que dois já foram pra fita), mas a figura do cara é muito mais como patrimônio mundial do rock do que como compositor ou cantor. Bom, pelo menos agora em 2008 ele parece um pouco mais empenhado em divulgar o seu último álbum, Liverpool 8, que é um pouco melhor do que ele produziu nos últimos 30 anos.

Chinese Democracy do Guns nas lojas?

outubro 14, 2008

“Eu só acredito vendo!!!”, Silvio Santos

Daqui a pouco a China está democrática e o disco não sai…

Inocentes toca neste sábado na Célula em Floripa

outubro 13, 2008

Yeah! Nada mais legal do que ver o Inocentes e o documentário Botinada, do Gastão Moreira, neste sábado na Célula. Pois é, isso mesmo que vai acontecer. Os paulistas do Inocentes finalmente tocam em Santa Catarina neste sábado, 18 de outubro no bar Célula, lá no bairro João Paulo.  Clemente e sua turma estão chegando no Estado graças a parceria entre o bar, a  Insecta Produções e o Clube da Luta. Na abertura, segundo o Zimmer, da Insecta, a banda Tumor Maligno “a melhor banda punk de Floripa”, diz o maledeto. No telão, o documentário Botinada, produzido e dirigido pelo Gastão Moreira.

John Lennon: 68 anos

outubro 9, 2008

Neste dia 09 de outubro, John Lennon estaria fazendo 68 anos de vida.  Lennon nasceu em 1940. Um dos ícones da música pop, líder dos Beatles, foi assassinado covardemente em 1980, em frente ao seu prédio, em Nova York.  No mesmo dia, só que em 1975, nascia seu filho com Yoko Ono, Sean Ono Lennon, hoje um artista também, mas sem o apelo pop igual ao pai. Diz a lenda, que em seu último aniversário vivo, em 80, Lennon e Sean receberam um presente dos céus, com aviões de acrobacia desenhando suas iniciais em cima do Central Park. 

Nesta quinta tem doc do Tschumistock em Florianópolis

outubro 2, 2008

Eu e Wanderson: três dias de muito rock, loucuras e muito trabalho

Em novembro de 2001 eu estive mais uma vez participando de uma edição do Tschumistock, um dos maiores festivais de rock ao ar livre, que acontece desde 1995 em Rio do Sul, Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Minha relação com o festival vem da adolescência, dos tempos de colégio, onde com os amigos, participei ativamente do início do festival. Em 2001, faltava menos de um ano para minha formatura no curso de jornalismo.

Eu há havia passado pela experiência de trabalhar, dentro da universidade mesmo, em jornal experimental e na Rádio Univali, durante dois anos produzindo e apresentando o programa Pirão Catarina, mas confesso que durante todo o período de Univali, a profissão de repórter de TV não me atraía. Mas o mês de novembro chegava e com ele o Tschumistock daquele ano. Sabendo que iria me incomodar muito em 2002 para fazer um projeto legal para colar grau, coloquei um desafio para mim mesmo, de que eu poderia fazer um documentário sobre um dos festivais que eu mais conheço: o Tschumistock.

O primeiro passo foi convencer a professora Jane, lá do curso, que eu queria fazer o vídeo em Rio do Sul. Ela topou e me disse que seria orientadora. O segundo passo foi convencer o professor Wallace Lehmmann, então coordenador e o cara que construiu os moderníssimos estúdios da Univali para PP e Jornalismo, a me dar o equipamento totalmente digital em DVCam, uma novidade para a academia na época, para levar isso até Rio do Sul e durante alguns dias, produzir. Eu realmente não tinha muito tempo. O homem foi osso duro de roer, mas no final e graças à professora Jane, o equipamento moderno e novinho em folha foi liberado.

Papo de “Rafaéis”: Tschumi e eu conversando sobre o festival

O segundo passo foi formar uma pequena equipe para ajudar. O colega de curso e hoje jornalista Wanderson Werch foi o primeiro a topar fazer câmera para mim no festival. O segundo a aderir, que também ajudou na idéia de ir para Rio do Sul e filmar toda a loucura, o publicitário Alyson Darugna, se juntou na pequena equipe e juntos fomos para a cidade filmar todo o Tschumistock. Mas ainda faltava uma coisa. O que fazer lá? Filmar o que? Com qual foco, ideal? Bom, confesso que no princípio pensei naquela história toda de câmera no ombro, microfone na mão e vamos ver no que dá, mas pensei melhor e fazer algo mostrando a alma do festival e o que ele representa para organizadores, freqüentadores e até mesmo moradores da cidade ou próximidades, era muito melhor. Ainda no improviso e sem muita idéia, fomos alguns dias antes do início da festa. Inspirado totalmente no filme do Woodstock 1969, filmamos os preparativos lá no Sítio dos Tschumi e também fizemos alguns takes pela cidade de Rio do Sul, com depoimentos e opiniões de pessoas comuns, lá no Centro da cidade.

Depois passamos ao Festival, onde realizamos uma série de pautas e takes. Filmamos todo o lugar, as atrações, as pessoas e partimos também para entrevistas com os organizadores, músicos e o público. Também filmamos uma música inteira de cada banda. A idéia era produzir clipes a partir dos takes, mas acabamos por escolher três bandas e colocamos no filme uma música de cada. Tentei ser eclético ao máximo, com uma banda indie (Madeixas), uma de heavy metal, estilo muito característico em festivais como este (Rhasalom) e uma banda com um pouco mais de história (Vlad V). Muitas outras boas ficaram de fora da edição final.

Equipe: Wanderson, Alyson e eu lá na minha ex-casa em Rio do Sul

Bom, a edição final foi um pouco complicada, mas pioneira na Univali. Foi o primeiro editado e finalizado em edição não linear, o que exigiu muito do editor Rodrigo Weichermann (hoje morando na Alemanha e editor da Deutch Welle). Tinha um outro problema, que poucos documentários foram apresentados em mais de 10 anos de história na Univali. Geralmente os colegas optam por grandes reportagens, mas eu não, adotei uma linguagem mais para documentário, não mostrando a figura do entrevistador nas entrevistas e com narração. Cheguei a um acordo com a universidade e produzi um filme com 29 minutos. Praticamente dobrei essa proposta, indo de 12 minutos para 29, então mesmo assim, achei que fiquei no lucro.

Editado em 2002, meses depois da filmagem, achei que o resultado final ficou muito satisfatório. Hoje vendo e revendo o vídeo, acho que falta muita coisa nele e também, por ser ainda um novato nessa área de vídeo, achei que poderia ter uma linguagem um pouco melhor. Mas o filme Tschumistock – A Casa do Rock And Roll, se tornou um grato sucesso e até hoje é lembrado na Univali. Na banca examinadora ele obteve nota máxima e foi julgado pela professora orientadora e pelos jornalistas Diógenes Fischer (vocalista dos Pistoleiros/Superbug) e Léo Castro (professor da Univali).

Depois de algumas exibições entre 2002 e 2003 o documentário caiu no meu próprio esquecimento. Não consegui levar o projeto adiante. A nota triste aconteceu em setembro de 2003, quando um larápio filha da puta entrou no meu carro e levou uma bolsa minha que estava no porta-malas com o original do filme em DVCam. Me sobraram algumas fitas dele em Super VHS e VHS. Naquele setembro de 2003, transformar uma fita em DVD não era uma tarefa nada fácil, burro fui eu, mas não adianta não, pelo menos sei que ajudei um pouco na cultura de um desgraçado.

Depois de tanta história, chegou a vez de agradecer hoje, o convite do pessoal da Insecta Procuções e os curadores do Cinema Noise, Gurcius e Daniel Villa Verde, pela oportunidade de mostrar o documentário para o público que participa do festival e que gosta de rock. Para mim será um momento de que finalmente encontrei o público ideal para ele. Foi minha tentativa de homenagear o festival que gosto tanto e que em 2005 tive a honra de estar lá como um músico, com a banda The Colors, onde fizemos uma linda apresentação. O Tschumistock representa muito para mim. É algo que vi nascendo, crescendo, que ajudei a fazer, documentei grande parte da história do festival com fotos. Ganhei até um apelido dos rockers. Me chamavam de Jorge Tadeu, já que eu ia para o Tschumi com um copo de cerveja numa mão e uma máquina fotográfica na outra.

Espero que todos gostem da exibição que acontecerá hoje no CIC.

ATENÇÃO: EM BREVE O DOCUMENTÁRIO ESTARÁ NO YOUTUBE

 

(Quinta Feira, 02 de outubro) Cinema Noise

20:30 – Tschumistock: A Casa do Rock (Rafael Weiss, 2002, 29′)

IMPORTANTE: Vamos passar um filme colado no outro, por isso os horários podem variar um pouco. São 5 horas de filme+música por dia, entre e saia da sala a qualquer hora! Quando: do dia 28 de setembro até 02 de outubro Onde: MIS-SC (CIC) Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600

“Entrada Franca”

Lenzi Brothers na Guitar Player de outubro

setembro 30, 2008

 

 
Foi lançada no último dia 26,  na Expomusic em São Paulo, a Revista Guitar Player nº 150 (out). Nesta edição com Andreas Kisser (Sepultura) na capa, você pode conferir uma matéria de página inteira com Marzio Lenzi, guitarrista da banda catarinense Lenzi Brothers. Na entrevista, Marzio fala sobre a gravação do terceiro disco da banda (Trio) lançado em maio deste ano. Esta é segunda vez que Marzio figura nas páginas da revista, a primeira foi com o lançamento de seu disco solo em 2004. A Guitar Player é a publicação “guitarrística” mais importante do mundo e a versão brasileira completou em 2006 dez anos nas bancas. 
 
Confira resumo da matéria aqui:
http://guitarplayer.uol.com.br/riffs/view.asp?id=1911
 
www.myspace.com/lenzibrothers

O Disco: nova opção de jornalismo musical na web

setembro 30, 2008

Foi com grande surpresa que vi ontem o site de O Disco, novo portal sobre música lançado em Belo Horizonte nesta semana. Recebi a história do Bernardo Biagioni, diretor de conteúdo do portal O Disco. Segundo ele, o site é o primeiro portal de jornalismo musical corporativo do país. A idéia é reunir entrevistas, resenhas e reportagens sobre música e cultura pop.

O Disco realmente é muito bom. Primeiro pelo seu layou, que é clean e para um site de música é bem organizado – não é essa porra de Mundo47 que é uma zona – o que conta muitos pontos para a leitura, principalmente quando se fala em leitura pelo monitor. Na primeira semana os caras já mandam bem com uma entrevista o dinossauro da bossa nova, João Donato e as andanças dos brasilienses do Lucy and the Popsonics pelo mundo afora. Além disso o site traz também uma entrevist com o Vanguart, resenhas e a coluna de Luiz Cesar Pimentel.

Eu acho muito bacana e válida a vinda de O Disco para o mundo da web. Uma excelente oportunidade para que as bandas do independente tenham um novo espaço para alcançar outros publicos.

Acesse: www.odisco.com.br

R.E.M em Porto Alegre: mais em conta que SP

setembro 29, 2008

Para moradores do Sul, o show do R.E.M em Porto Alegre será muito mais em conta. Com os preços estratosféricos do Via Funchal, a raça poderá adquirir tickes para o show do R.E.M na capital gaúcha a preços que variam de R$ 80 a R$ 300. O show dos americanos em POA foi confirmado pela Opinião Produtora e acontecerá no dia 6 de novembro no Estádio do São José, Zona Norte de Porto Alegre. Locais de venda e maiores informações serão divulgados nesta semana.

 

 

São Paulo Para Roqueiros

setembro 26, 2008

Livro reúne endereços opções para rockers na terra da garoa

 

Lojas de CDs, DVDs e até LPs!? Isso sem falar nos acervos especializados, escolas de música, fã-clubes… Se São Paulo é mesmo o túmulo do samba, o livro “São Paulo Para Roqueiros” mostra que a cidade tem o rock’n’roll na veia desde os tempos em que a turma da Jovem Guarda descia a rua Augusta a 120 km/h.

O volume traz 204 endereços que vão desde seleção de baladas a profissionais que consertam e fazem instrumentos sob encomenda. Do heavy metal ao indie, do punk ao new rock, o título mostra quais são os melhores estúdios para ensaiar e gravar o CD de sua banda. Há também dicas sobre cursos gratuitos, luthiers, conservação de instrumentos de corda, e uma seção especial sobre a Rua Teodoro Sampaio, referência para músicos e produtores musicais que querem os melhores equipamentos e ficar por dentro de todas as novidades.

Este é um guia ideal para quem vai para SP para buscar o que o Sul do país tem em menor quantidade. Ir para SP e não dar uma olhadinha na Galeria do Rock ou na Teodoro Sampaio é um sacrilégio. Santa Catarina está anos luz deste tipo de coisa, mas já houve tempos mais áureos na minha opinião. Mas fica ai a dica do livro do Thiago Lotufo, que deve ter percorrido toda a cidade em busca de tanta coisa legal.

É triste ver a destruição de Amy Winehouse

setembro 26, 2008

Amy na época que era gostosona e cantava pra caramba

Eu confesso que zapeio diversos sites de internet e geralmente o site G1 é uma importante fonte de informações. Eles abordam a vida mundana das celebridades na cor amarela e misturada a notícias do cotidiano em vermelho e de esportes em verde, em quase todos os dias o destaque da notícia amarela é Amy Winehouse e suas estripulias em Londres. Ao longo dos últimos dois anos, leio via web, digamos de camarote, o processo de deteriorização da cantora. Amy está morrendo e morrendo lentamente. 

A última notícia postada com fotos, nesta sexta-feira, o G1 mostra a foto mais recente da cantora. Talvez tenha sido tirada ontem, por um dos milhares de paparazis que circulam pela capital britânica. A cena – clique aqui para ver – é chocante, mais uma foto de Amy no seu processo de auto-destruição e tudo isso está ao alcance de todos, na internet.

Claro que a gente sabe que na história da música, vários e vários artistas foram consumidos pelas drogas. No mesmo instante que elas trouxeram prazer ou foram influência para algum trabalho, elas também os consumiram. Muitos foram pro saco, literalmente, podemos citar Janis Joplin, Jimi Hendrix, Kurt Cobain, Miles Davies, enfim, vários, mas todos eles o público não acompanhou o calvário final, simplesmente veio até nós a notícia de suas mortes e no final das contas, na maioria das vezes, as imagens que ficaram destes ídolos do passado é pelo menos uma imagem normal, da pessoa com saúde. Hoje com a popularização e massificação da net, o dia-dia de Amy Winehouse está estampado nas páginas virtuais e impressas, um verdadeiro circo de horrores.

Outra coisa a se lamentar é que para a mídia pop, os casos de drogas, brigas, bebidas é mais difundido do que sua música. Com tanto problema, sua voz e sua mente não é mais a mesma. Creio que será muito difícil a recuperação de Amy Winehouse, tanto na sua saúde ou para sua música. O próximo disco que Amy está gravando, não sai e segundo fontes, nem sairá, já que ela não consegue finalizar uma música.

Revista Válvula 6# no formato online

setembro 25, 2008

Agora no formato virtual, a Revista Válvula está no ar com sua 6º edição, do mês de setembro. Na capa o pessoal da Rock Picture Show de Balneário Camboriú. A Válvula, capitaniada pelos irmãos Anderson e Flávio Oliveira, sempre deu preferência para bandas catarinenses em suas capas e reportagens principais. Além de outras reportagens com bandas catarinas, a Válvula também traz resenhas e entrevistas com músicos de outras bandas do circuito independente do Brasil. 

 

Veja o que tem de bom nesta edição: 

Válvula #6 – Setembro de 2008.

CAPA: ROCK PICTURE SHOW – Os Monstros da Praia: Referência do rock alternativo em Balneário Camboriú.

MATÉRIA: AEROCIRCO – O Espetáculo vai começar, e agora é Ao Vivo. Banda de Floripa lança CD ao vivo gravado na Célula, reduto independente da capital.

SEÇÕES:
Banda do Mês: Old Machine – Stoner Rock de Joinville.
Entrevista: Gustavo Riviera – Vocalista dos paulistas do Forgotten Boys fala do novo disco da banda, Louva-Deus.

VÁLVULA #6! AGORA NO FORMATO VIRTUAL!
http://www.valvularock.com.br/

Foo Fighers vai fazer uma pausa na carreira

setembro 17, 2008

Bomba no mundo rock and roll. O Foo Fighters – leia-se David Grohl – anunciou uma pausa na carreira que pode durar, segundo Grohl, uns 10 anos. Na Inglaterra, em entrevista à Rádio 1, da BBC, Grohl comengou que a banda vai dar um tempo, ou um tempão na carreira. “Nós nunca fizemos um intervalo de verdade e acho que chegou a hora”, declarou o ex-baterista do Nirvana. 

O vocalista não deixou muito claro em que momento a banda vai iniciar o seu hiato, mas para o mês de setembro o Foo Fighters tem datas marcadas em Las Vegas e no Austin City Limits, no Texas. 

Logo após a morte de Kurt Cobain, líder do Nirvana, David Grohl montou o Foo Fighters. A banda verteu para um lado mais pop do rock, mas mesmo assim não deixou de produzir álbuns excelentes e alcançou boas vendas. A banda sempre foi David Grohl, tanto que durante a história do grupo, vários integrantes passaram pela trupe.

Mostra de filmes de “róque” no Cinema Noise

setembro 17, 2008

O Floripa Noise Festival já rende frutos na área de áudio-visual. Entre os dias 28 de setembro e 02 de outubro, após os shows do Floripa Noise Festival, acontecerá na capital catarinense a mostra Cinema Noise, reunindo diversos documentários e filmes que abordam o rock e suas vertentes como tema. A mostra mesclará,  produções catarinenses, nacionais e internacionais. A curadoria da mostra fica por conta do Plasticine Clube e a com o apoio da Loja Cérebro e da Insecta Produções, que organiza o Floripa Noise nos dias 26 e 27 de setembro. Os filmes serão exibidos na sala do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina, anexo ao CIC de Florianópolis. A entrada é franca e em todos os dias, as pessoas terão a oportunidade de assistirem a mais de 5 horas de muito rock and roll nas fitas. 

A produção catarinense se faz presente com o documentário “Curupira: Onde o Pai Cura e o Filho Pira”, de Kaly Moura, Deborah Boeira e Ramiro Pisseti, “Eu Sou um Pequeno Panda” de Gurcius Gewdner, “Música Livre”, de Bruno Carbori e David Pretto, “Rural Rock Fest” de Antônio Rossa, “Repolho: Música sem parar” de Silvia Biehl, e “Tschumistock: A Casa do Rock”, de Rafael Weiss. Pô, este último é meu, filmado no Tschumistock 2001 e lançado em 2002. Foi uma baita experiência minha tentando dizer para as pessoas o que é o Tschumistock e o que ele representa para a cidade de Rio do Sul e para seu público. Fico feliz e muito agradecido pelos curadores da mostra em aceitar o meu documentário, na gaveta há tantos anos e que finalmente terá uma mostra digna. Obrigado mesmo rapaziada! 

 

PROGRAMAÇÃO:

Domingo, 28 de Setembro
17:30 Rock ‘n’ Roll High School (Allan Arkush, 1979, 93′)
19:05 Curupira: Onde o Pai cura e o filho pira (Kaly, Ramiro e Deborah, 2007, 40′)
19:45 Eu Sou Um Pequeno Panda (Gurcius Gewdner, 10′, 2008)
20:00 Botinada: A Origem do Punk no Brasil (Gastão Moreira, 2007,110′)

Segunda Feira, 29 de Setembro
17:30 Zabriskie Point (Michelangelo Antonioni, 1970, 110′)
19:20 The Devil and Daniel Johnston – (Jeff Feuerzeig, 2005, 110′)
21:10 Música Livre ( Bruno Carboni e Davi Pretto, 2007, 8′)
21:20 Hated: GG Allin and The Murder Junkies (Todd Philips, 1993, 60 min)

Terça Feira, 30 de Setembro
17:30
 Quadrophenia: A Way of Life – ( Franc Roddam, 1979, 120′)
19:30 The Ruttles: All you need is cash – (Eric Idle e Gary Weis, 1978, 76′)
20:45 Vivendo de Rock no Espirito Santo (Mila Neri, 2007, 20′)
21:05 Psycho Carnival- Insane History – (Cleiner Micceno, 2007, 98)’

Quarta Feira, 01 de outubro
17:30
 A Harder They Come (Perry Henzel, 1972, 103′)
19:15 Música de trabalho (Daniel Dias, 2003, 80′)
20:35 Rural Rock Fest 2008– (Antônio Rossa,2008,24’)
21:00 Repolho – Música sem Parar (Silvia Biehl, 2004, 26′)
21:30 Sons de uma Noite de Verão: A Retomada do Ska no Brasil (Daniel Pereira e Felipe Machado, 2007, 70′)

Quinta Feira 02 de outubro
17:30 The Decline of Western Civilization: Juventude Decadente (Penelope Spheeris, 1981, 100′)
19:10 Montevideo Unde (Martín Recto, 2008, 50′)
20:00 O Rock Sergipano: Esse Ilustre Desconhecido (Werden Tavares, 2008, 27′)
20:30 Tschumistock: A Casa do Rock (Rafael Weiss, 2002, 29′)
21:00 “Cadê Chiva Knevil?”, (Alan Langdon, 2006)

IMPORTANTE:
 Vamos passar um filme colado no outro, por isso os horários podem variar um pouco. São 5 horas de filme+música por dia, entre e saia da sala a qualquer hora!

Quando:
 do dia 28 de setembro até 02 de outubro
Onde: MIS-SC (CIC) Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600
Entrada Franca

Curadoria:
Plasticine Clube

http://plasticineclube.blogspot.com/


Apoio:
Loja Cérebro
http://www.cerebro.bulhorgia.com.br
(Av. Mauro Ramos, 473 – centro – 3204 8001)
Insecta Cultura Independente http://www.insecta.art/

Los Hermanos se despede dos palcos perfeitamente

setembro 16, 2008

Já está nas lojas de todo o país o DVD Los Hermanos Na Fundição Progresso – 09 de Junho de 2007. O disco mostra de forma intimista o registro dos dois últimos shows da banda que deu um “time” na carreira no ano passado. Mesmo sendo um show de forma intimista, milhares de hermanosmaníacos lotaram a Fundição Progresso nos dois dias de shows. No palco, iluminado apenas com uma luz clara, sem muitas firulas, lazers ou canhão de luz na cara, Marcelo Camelo, Rodrigo Barba, Rodrigo Amarante e Bruno Medina se despedem dos fãs com 26 músicas executadas com certa emoção e vibração. Assisti o DVD no fim de semana e a situação me fez lembrar os Beatles em seu último show, executado em 1966. Cansados das turnês e sabendo que São Francisco seria o seu último show, os fab four fizeram a festa em cima do palco. Eles mesmos contam isso no documentário Anthology, de 1996, a diferença é que o show foi para 50 mil pessoas. 

Com Los Hermanos não foi muito diferente. Cansados da estrada e das digressões em ônibus pelos país, os cariocas preferiram projetos menores e uma vontade maior de ficarem mais no Rio do que qualquer outro lugar. Neste mês de setembro, Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante lançam discos. O primeiro lança o disco “Sou”. Já Amarante está prestes a lançar o disco com Fabrizio Moretti, dos Strokes.

O DVD vale muito a pena para fãs mais apaixonados. Sua simplicidade pode até reduzir muito sua importância para quem quer um baita DVD, mas é um registro definitivo de uma página na história de uma das maiores bandas que o país viu nos últimos tempos.

Baixa no Pink Floyd: Morre Richard Wright

setembro 15, 2008

Richard Wright: talentoso instrumentista que deixa o seu legado para o mundo

Eu estou chocado ainda com a notícia, mas faleceu nesta segunda-feira na Inglaterra, Richard Wright, fundador e membro da formação clássica do Pink Floyd que durou de 1968 a 1981. Antes, junto com Nick Mason, Roger Waters e Syd Barret, em meados dos anos 1960, Wright fundou a banda Sigma 6 que mais tarde se tornou Pink Floyd. Richard era pianista e tecladistas do Pink Floyd e faleceu de câncer, aos 65 anos. 

Mais uma vez o câncer leva uma grande personalidade do rock mundial. Richard era o Floyd que menos falava, uma espécie de George Harrison da banda, que falava o mínimo necessário. O talento era extraordinário e foi ele responsável pelas melodias no piano, órgão e sintetizador do Pink Floyd em discos que marcaram época, como o clássico Dark Side Of The Moon.  Em algumas situações ele fazia os backing vocals do Floyd e o exemplo mais claro é no show gravado nas ruínas de Pompéia com David Gilmor na música Echoes, de 1971. 

A última apresentação com os velhos companheiros no Live8, em 2005

Em 1978, sob inúmeras brigas internas, Wright lançou seu primeiro disco solo, “Wet Dream”. Já  nos anos 1980 formou a banda Zee. A partir de 1985 ele retornou para formação do Pink Floyd sem Water e sob domínio total de Gilmor, era praticamente um músico contratado.  Em 2005 no Live 8, Wright, Mason, Waters e Gilmos se juntaram para a única apresentação do Pink Floyd em muitos anos. O pequeno show em Londres marcou a última apresentação do Pink Floyd em sua formação clássica. Uma pena, foi o último show dos quatro juntos e a expectativa para uma tour era muito grande por parte dos fãs e da impresa. A tour não aconteceu e o câncer levou Richard Wright. Fica o legado, a lembrança do talento primoroso e o nome marcado na histórida de uma das maiores bandas do mundo. 

Ontem mesmo, domingão, eu estava conversando com o Marzio Lenzi, dos Lenzi Brothers, sobre róque e cena indepedente quando comentávamos que o Pink Floyd é uma grande banda que poderia fazer uma turnê de volta com algo mais claro e honesto que muita banda, pois tem integrantes que são insubstituíveis (apesar do David Gilmor não acreditar nisso), mas para muita gente, uma banda clássica como o Floyd, sem uma de suas engrenagens, fica muito sem graça, por isso que Gilmor sempre foi muito criticado em continuar com o Floyd sem Waters. Mas mesmo assim valeu Richard. Mundo47 homenageia o homem com essa apresentação nas ruínas de Pompéia.

Display de Balneário também no Gas Sound

setembro 12, 2008

Com ampla agenda de shows, Display segue para São Paulo em outubro

 

 

A banda de hardcore melódico Display, de Balneário Camboriú, foi selecionada para a primeira etapa regional, do Guaraná Antártica Sound, em São Paulo. A banda disputará com outras nove bandas, as duas vagas para a segunda etapa nacional do festival. Nos dias 13 e 14 de outubro, os componentes do Display participam da gravação do programa, nos estúdios da RedeTV!, Em Barueri (SP), onde será divulgado o resultado da etapa de São Paulo. Disputam uma das duas vagas com a banda catarinense, as bandas Terceira Edição, Tribunal, Envydust, Outono em Marte, Olivedos, Aerocirco, ETNA, Dance of Days e Deluxe Trio.

 

 

A Display é considerada uma das maiores bandas de hardcore melódico do sul do país. Formada em novembro de 2003, quando o guitarrista Juliano Jover e o vocalista Tiago Garcia, conheceram o baterista Elvis Volpato (ex-Teahupoo), e o convidaram para um ensaio. Depois de alguns ajustes, o baixista Márcio Rocha (ex-Teahupoo) foi convidado a acompanhar um ensaio da banda, e no mesmo dia já foi ‘selecionado’ como novo membro da Display. Em quase cinco anos de história, a banda de Balneário Camboriú já fez mais de centenas de shows, em todo o Brasil. Entre os de maior destaque estão a abertura dos shows da banda NXZero, em Porto Belo (SC), em fevereiro de 2008, e da banda americana MXPX, um dos maiores nomes o punk rock mundial, em novembro de 2004. 

 

Seu ultimo single, Um Dia pra Sonhar, lançado em julho deste ano, tem uma média mensal de dois mil downloads no site Trama Virtual, já deixando os fãs na expectativa do terceiro CD da banda, que deve ser lançado em 2009.


Escute Display:

Site oficial: www.displayrock.com.br 

Site Trama Virtual: www.tramavirtual.com.br/display 

Site Pure Volume: www.purevolume.com/displayrock

Fotolog: www.fotolog.com/displayrock

My Space: www.myspace.com/displayrock

Larápio rouba guitarra do R.E.M na Finlândia

setembro 10, 2008

Coitado do Peter Buck, justo na Finlândia, um país com poucos índices de crimes, sua estimada guitarra Rickenbacker cor preta, usada desde 1982 pelo músico, foi furtada logo após a apresentação. O show foi realizado na noite de terça-feira para mais de 10 mil pessoas. A guitarra era o instrumento favorito de Peter e era usada desde o lançamento do álbum “Chronic Town”, de 1982. Peter usava a velha Rick preta tanto nos shows quanto no estúdio.  A banda espera recuperar o instrumento em breve e pede para que o responsável pelo rouba devolva a Rickenbacker de Peter. “Não faremos perguntas”, avisam.  

Em novembro o R.E.M desembarca no Brasil para shows em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

“Chega pra lá Noel!”: confusão no show do Oasis

setembro 9, 2008

 

Deu merda no show do Oasis no Canadá, no último final de semana. No meio da performance de “Morning Glory”, no Toronto Virgin Festival, um homem aparece do nada atrás do backstage e dá um empurrão no guitarrista que é arremeçado pra fora do palco. Tumulto generalizado, seguranças pegando o homem no famoso mata-leão e Liam tentando dar uns golpes de kung fu rock and roll no famigerado agressor.

Beatles Eight Days a Week

setembro 4, 2008

Livro mostra a intimidade dos Beatles na última turnê, em 1966. O livro foi lançado em Londres e mostra os bastidores da última turnê dos Beatles, que passou pela Alemanha, Filipinas, Japão, Estados Unidos e Canada durate o mês de agosto de 1966. Foi a última turnê e suspiro da beatlemania. Depois disso, os fab four se enfiaram em estúdio e fizeram Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band. 

Robert Whitaker, fotografo dos Beatles na turnê, reuniu a mostra de fotos da turnê. É dele também a foto polêmica, tirada no mesmo ano, em que os Beatles aparecem vestidos com roupa de açougueiro e com pedaços de carne pelo corpo. O título do livro, Eight Days a Week (Oito Dias por Semana, em tradução livre), faz uma referência ao nome de uma das faixas do álbum Beatles for Sale, lançado em 1964.

Vocalista de banda punk é preso em Cuba

agosto 27, 2008

Gorki: 3º da E para D e toda banda no moderno estúdio em Havana

O Gustavo Kaly, da Stuart, colocou hoje na lista que participamos na internet, sobre o músico cubano da banda Porno Para Ricardo, Gorki Aquila, 39 anos, que foi detido em casa por autoridades cubanas. A banda punk cubana Porno Para Ricardo, foi formada há 10 anos. Algumas das letras das canções da banda fazem críticas ao estilo de vida comunista da ilha.

Segundo a reportagem da BBC, Gorki foi preso por “Periculosidade”, que pelo sistema penal cubano, a acusação é um termo amplo que permite que as autoridades prendam pessoas que podem cometer crimes. A definição legal de “periculosidade” é “comportamento contrário aos padrões da moral comunista. Consumo excessivo de álcool, comportamento social inadequado e vício em drogas são considerados sinais de periculosidade. A pena pode chegar a quatro anos.

Acredita-se que Aguila compareça diante da Justiça na quinta-feira, apesar de ainda não ter sido acusado formalmente. Antes da prisão do músico, o Porno Para Ricardo estava se preparando para gravar um novo disco.

Conheça o site da banda e veja o comunicado oficial do Porno Para Ricardo

Trânsito Musical com Humberto Gessinger

agosto 25, 2008

O grande Antonio Rossa em mais uma edição do Trânsito Musical traz para seu “cyberspectador”, uma entrevista bacana com o Humberto Gessinger, que recentemente pôs fim ao Engenheiros do Hawaii. Vale a pena conferir o trabalho do amigo Rossa e o papo com Humberto.

http://transitoriamente.wordpress.com