Posts Tagged ‘floripa’

Expresso Rural toca em Itajaí em novembro

outubro 21, 2008

Anos 80: foto tirada num show para as vítimas da enchente de 1983

No próximo dia 30 de outubro o Expresso Rural, ícones do pop e do rock rural catarinense dos anos 1980, retornam para o teatro do CIC para mais um show recheado de clássicos e grandes sucessos. Um ano após a volta aos palcos, a banda que se apresenta esporádicamente em teatros pelo estado, retorna para mais uma apresentação que promete ser emocionante no CIC. Aproveitando isso, Volnei Varaschin, em contato telefônico comigo, garantiu que a banda toca também no dia 16 de  novembro no Teatro Municipal de Itajaí, um domingão. Portanto se você é fã, já foi fã e passou pelos dourados anos de sucesso do Expresso Rural, fique ligado para estas duas apresentações da banda.

Anúncios

Expresso Rural no CIC em outubro

outubro 14, 2008

Clássicos, queridos pelo público e num doce revival que traz muita gente por onde passa. O Expresso Rural, que está de volta e com o clássico “Nas Manhãs do Sul do Mundo” relançado em CD, faz mais um show no CIC de Florianópolis no dia 30 de outubro. Depois de um ano do show da reestréia, ocorrido também em outubro, Daniel Lucena, Paulo Back, Zeca Petri e Volnei Varaschin voltam para agitar e relembrar o passado recente na capital dos catarinas.

Compre o disco já pelo site: www.expressorural.com.br

E vá no show

Inocentes toca neste sábado na Célula em Floripa

outubro 13, 2008

Yeah! Nada mais legal do que ver o Inocentes e o documentário Botinada, do Gastão Moreira, neste sábado na Célula. Pois é, isso mesmo que vai acontecer. Os paulistas do Inocentes finalmente tocam em Santa Catarina neste sábado, 18 de outubro no bar Célula, lá no bairro João Paulo.  Clemente e sua turma estão chegando no Estado graças a parceria entre o bar, a  Insecta Produções e o Clube da Luta. Na abertura, segundo o Zimmer, da Insecta, a banda Tumor Maligno “a melhor banda punk de Floripa”, diz o maledeto. No telão, o documentário Botinada, produzido e dirigido pelo Gastão Moreira.

Começa hoje o Floripa Noise Festival

setembro 26, 2008

Começa hoje em Florianópolis o Floripa Noise Festival. O evento promete ser um dos melhores eventos do gênero para o Estado e nesta primeira edição, a galera da Insecta Produções, produtora do evento, priorizou bandas catarinas no cast. Hoje sobem ao palco as primeiras seis bandas. 01:20h – SICK SICK SINNERS (Curitiba/PR) 00:40h – O LENDÁRIO CHUCROBILLYMAN (Curitiba/PR) 00:00h – CASSIM & BARBÁRIA (Curitiba/PR + Floripa/SC) 23:20h – KRATERA (Floripa/SC) 22:40h – COCHABAMBAS (Floripa/SC) 22:00h – GIZMO (Floripa/SC)

 

No telão, a famigerada TV Insecta e ao vivo, a incrível LUCHA LIBRE – Jim Avignon vs. Hugo, (live painting – com trilha sonora em 7”por Say Hooo!) Eu  infelizmente não poderei ir no primeiro dia, vou tentar ir no segundo. Como algumas pessoas sabem, tenho uma eleição para vencer em Itajaí e neste momento, uma semana antes do pleito, todas as atenções estão para isso, mas isso não é papo para o Mundo47. 
Confira a programação do sábado

27 de Setembro (sábado)
01:20h – DANIEL BELLEZA & OS CORAÇÕES EM FÚRIA (São Paulo/SP)
00:40h – OS AMBERVISIONS (Rio Tavares/PQP)
00:00h – DIMITRI PELLZ (Campo Grande/MS)
23:20h – EUTHANASIA (São José/SC)
22:40h – STUART (Blumenau/SC)
22:00h – PÄRÄCHÄMÄS (Blumenau/SC)
Serviço
Floripa Noise Festival 2008 – Shows;
Dias: 26 e 27 de setembro (sexta e sábado)
Horário: 21:00h – 03:00h;
Local: Célula – Av. João Paulo, 75, ao lado do elevado do bairro João Paulo, Floripa;
Ingressos antecipados: Guitarland – Rua Ten. Silveira, 111 – loja 06 (subsolo). Fone: (48) 3024 0066, Floripa;
Preço: 15,00R$ por noite. Clube do Assinante DC tem desconto de 20% nos antecipados.

Floripa Noise passa pelo seu teste no fim de semana

setembro 23, 2008

Parachamas (Blumenau) é atração no segundo dia do festival 

 

Nesta sexta e sábado, em Florianópolis, acontece a primeira ediçãod o Floripa Noise Festival, organizado pelo pessoal da Insecta Produções. A primeira edição de um festival que tem a expectativa grande de crescimento nos próximos anos passa pela boa organização, qualidade do som para as bandas e as próprias bandas, que se melhor aceitas pelo público, poderão ser o diferencial para um festival organizado num lugar fechado, do que num lugar aberto. SC é conhecido por ser terra dos festivais abertos, ao ar livre, uma espécie de Glastombury tupiniquim e um festival fechado é ainda um desafio. 

Para esta edição a rapaziada da Insecta priorizou bandas catarinenses no seu cast. Não somente a promoção delas no nível local, mas também a tentativa de levar para outros festivais, um maior números de bandas da terra. A Abrafin é uma entidade muito fechada, que reúne festivais por todo o país e para o meio independente, colocar um festival na Abrafin exige uma série de coisas que de certa forma, dificultam a presença de bandas catarinas nos festivais da Abrafin. O FNF é uma tentativa catarinense de entrar neste circuito, tanto como festival e com as bandas do Estado, que dificilmente figuram uma edição de algum festival da Abrafin. 

Essa é uma discussão que poderá ser levada nesta quarta-feira, no Lero-Lero Musical, que o Marquinhos Espíndola promove na livraria Saraiva no shopping Iguatemi em Florianópolis. O povo pensante do róque catarina deverá estar presente no evento e já é uma espécie de “warm up” do Floripa Noise Festival. 

Na parte musical, na sexta-feira o Sick Sick Sinners, de Curitiba é o grande destaque, seguindo com O Lendário ChucroBillyman, também de Curitiba, depois o primeiro show em terras catarinas de Cassim & Barbária, com Cassiano que agora reside no estado, passando pelo dono da casa, com Gastão Moreira e sua banda Kratera. Gizmo e Cochabambas, bandas da ilha que quase não realizam shows, abrem o festival na sexta. Destaque para Cochabambas e o seu surf music tradicionalíssimo, quase uma religião. 

No sábado, tirando Daniel Belleza e Os Corações em Fúria, que estão vindo de São Paulo e Dimitri Pellz do Mato Grosso do Sul, o restante da noite é catarina. Os sempre clássicos Ambervisions e o som esporrento desorganizado/macabro, a participação dos guris dos Parachamas é um bom destaque para a noite e também a vinda do Stuart, quarteto catarina que reside também na capital paulista. Mas o grande destaque mesmo é o show de despedida da lendária banda Euthanasia, de São José, cidade do lado de Floripa, que marcou a cena do hard core nos anos 1990 com muita maestria. As pesadas vozes de Jean e Marcelo Mancha, retornam para um show que poderá ser o derradeiro. Meus grandes respeitos a Marcelo Mancha e sua turma, eternos e vibrantes como sempre. 

 

Fique ligado no Floripa Noise Festival

Local: CÉLULA (Av. João Paulo, 75, ao lado do elevado do bairro João Paulo) – Florianópolis – http://www.sitedacelula.com.br 
Preço: R$ 15,00 por dia – ingressos limitados;

Ingressos Antecipados:
GUITARLAND – Rua Tenente Silveira, 111 – Lj 06, Centro, Florianópolis – fone: (48) 3024 0066;

Sai escalação oficial do Floripa Noise Festival

agosto 31, 2008

Em primeira mão aqui no Mundo47, a escalação oficial do Floripa Noise Festival. Ontem no show dos Pistoleiros, já sabíamos das atrações e o comentário geral foi que Insecta priorizou bandas catarinenses nesta primeira edição fo FNF.

Na primeira noite do festival, Danteinferno (Uruguai) que vem novamente à Floripa para uma nova apresentação. Do Paraná a vinda do excelente Sick Sick Siners e Cassim e Barbária, banda formada pelo Cassiano da Bad Folks em seu projeto solo com os integrantes dos Faixa-Preta. O combo de bandas catarinas completam o primeiro dia de FNF, com o surf music instrumental dos Cochabambas, a banda Kratera, do dono da casa, Gastão  Moreira e Gizmo.

Na segunda noite, o único não catarinense é o Dimitri Pellz, do Mato Grosso do Sul, o restante do cast da noite de sábado tem a presença do sempre indispensável Repolho, de Chapecó, Ambervisions (da Puta que Pariu), Euthanásia fazendo um de seus shows de despedida dos palcos e da área 47, a presença dos blumenauenses do Stuart e a gurizada gente boa dos Parachamas.

Com certeza analisando mais afundo e mesmo vendo que a turma da Insecta fez um belo serviço priorizando os catarinas, ainda sentimos falta de algumas bandas, como os Lenzi Brothers, Ursulla, Dramaphones e outras grandes do Estado, mas o fato é que estamos diante da primeira edição de um festival que tem possibilidade de entrar para o calendário dos festivais do rock independente do país, uma primeira edição. Cabe ao público local prestigiar a iniciativa.

Verano lança EP nesta quarta no Blues Velvet

agosto 4, 2008

vernao04.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Nesta quarta-feira, 06, a Verano de Florianópolis lança oficialmente o excelente EP “Stonehill Sisyphus” no Blues Velvet, no centro da Capital dos catarinas. Além do show de lançamento, haverá também a exibição do curta “Sofia” de Alexandre Franco. O Blues Velvet fica na Rua Pedro Ivo, 147 – Centro – Florianópolis

DOWNLOAD gratuito do EP – http://mmrecords.com.br/200807/verano

Hoje tem Festival Música Livre em Floripa

julho 18, 2008

Fique atento, hoje nos 48 tem Festival Música Livre com a parceria da Insecta.

http://br.youtube.com/watch?v=OSTxHgd9W_o (Teaser)
18 de Julho (sexta) – 20:30
Teatro Alvaro de Carvalho – TAC
R$ 10 – R$ 5 (meia)
Diogo de Haro
Henrique Iwao: http://www.myspace.com/henriqueiwao 
Mario del Nunzio: http://www.myspace.com/mariodelnunzio  
Amauri Gewdner e amiguinhos: http://www.myspace.com/amaurigewdner
Peter Gossweiler: http://www.myspace.com/petergossweiler

Bafão na cena róque da ilha 48

julho 7, 2008

Olha, pelo que o Marquinho tá expondo no seu indispensável Blog do Marquinhos, dá para ficar indignado com o que fizeram com as bandas de Floripa no aniversário do programa Patrola.

Leia todo o rolo aqui

Bom, agora que você leu, dou opinião que isso não é nenhuma novidade. Há anos que em Floripa, bandas da cidade são sacaneadas pelas produções das casas noturnas. Não vou citar m ais casos, mas esse relatado pelo Marquinhos, foi mesmo uma baita sacanagem. Poderiam ter resolvido de outra forma. Pro pessoal do Clube da Luta, eu digo que na boa caras, vocês não precisam deles para fazerem o que fazem. Na próxima vez, convençam o pessoal do Patrola a realizarem uma festa separada dessa galerinha, fazendo uma festa de aniversário na sua própria cercania (Célula).

Insecta promove Lero-Lero Musical em Floripa

junho 25, 2008

Nesta sexta-feira, dia 27, às 19:00 hs, Insecta Cultura Independente promove, em parceria com a Saraiva Megastore, mais um lero-lero musical.  O tema a ser  discutido será o Floripa Noise Festival 2008, contextualizado à crescente produção de eventos independentes em Santa Catarina. A entender:


– Floripa Noise Festival e o panorama dos festivais independentes brasileiros;
– Eventos em Santa Catarina, suas dificuldades e desafios;
– Articulação de cenas em Santa Catarina;
– Importância dos eventos independentes na atualidade;
– Discussão aberta.


Para esta ocasião, mais uma vez o mediador será Marcos Espíndola (titular da Contracapa do Diário Catarinese) e estão previstas participações de Guilherme Zimmer (Insecta Cultura Independente, Floranópolis), Rafael Weiss (Mundo 47,Bal. Camboriú), Flávio Roberto de Oliveira (Válvula Rock, Itajaí), Matheus Lenzi (Cambuca Produções, Bal. Camboriú) e a natural e sadia discussão entre palestrantes e público.


Serviço:

Insecta Cultura Independente e Saraiva Megastore apresentam: Lero-lero musical – Floripa Noise Festival 
Local: Saraiva Megastore, 3o piso do Shopping Iguatemi, Florianópolis, SC.
Data: 27 de junho, 19:00hs, entrada franca.

Lenzi Brothers e Superguidis iniciam turnê em SC

junho 6, 2008

Lenzi Brothers

Na noite de ontem, em Curitiba, a banda catarina Lenzi Brothers iniciou sua turnê de lançamento do álbum “Trio”. O show na capital do Paraná foi acompanhado da banda Mordida, grande destaque da cena wrock paranaense e independente nacional.  

Na sexta-feira, 06, a banda segue para Florianópolis onde juntamente com os gaúchos do Superguidis, fazem a festa na Célula, na capital manezinha com discotecagem de Rafael Weiss, do site Mundo47.com. Já no sábado, é a vez de Blumenau na festa organizada pela Barba Ruiva Produções, onde Lenzi Brothers e Superguidis tocam suas músicas no Observatório. 
Superguidis
 
A turnê de lançamento do álbum “Trio” encerra no domingo, no Domingueira Cambucá Rock, festa organizada na casa dos Brothers, o JB Rock Pub e mais uma vez com a Superguidis. No Domingueira o Lenzi Brothers recebe os camaradas do Mordida (Curitiba) e também o Dramaphones (Rio do Sul). Lá a discotecagem também ficará por conta do Mundo47.
 
Vale lembrar que o disco “Trio”, terceiro da carreira dos Brothers, foi lançado no início de maio na plataforma do Mypace para download gratuito. O disco na sua forma tradicional, foi impresso no formato SMD e custa R$ 5,00 a unidade.
 
Agenda:
 
Florianópolis – 06/06
com Superguidis
Discotecagem: Rafael Weiss – Mundo47
Local: Célula – Bairro João Paulo
Horário: 23h
Ingressos: Os 50 primeiros ganham um CD dos Lenzi Brothers
Realização: Cambuca Rock
Apoio: Insecta Produções
 
Blumenau – 07/06
Barba Ruiva Convida
com Superguidis e Projeto 85
Local: Observatório Bar (Rua: Rua Antônio da Veiga, 171 –
Blumenau [em frente da FURB])
Horário: 22h
Ingressos Antecipados à R$8,00: Bareco, Palladium e Batuta lanches (Giassi).
(na hora: R$12,00)
Realização: Barba Ruiva Produções
 
Balneário Camboriú – 08/06
Domingueira Cambuca Rock
com Superguidis, Mordida e Dramaphones
Discotecagem: Rafael Weiss – Mundo47
Local: JB Rock Pub
Horário: 17 horas
Ingressos: Antecipados: R$ 12,00 com CD e R$ 10,00 sem CD. Na hora: R$ 18,00 com CD e R$ 15,00 sem CD.
Realização: Cambuca Produções
Apoio: JB Pub, Mundo47, Válvula Rock, Barba Ruiva Produções
 
LENZI BROTHERS (SC)
http://www.myspace.com/lenzibrothers
SUPERGUIDIS (RS)
http://www.myspace.com/superguidis
MORDIDA (PR)
http://www.myspace.com/mordidarock 
DRAMAPHONES (SC)
http://www.myspace.com/

Clube da Luta com estréia dupla neste sábado

junho 4, 2008

Neste sábado os 48 da galera do Clube da Luta apresentam duas novas participantes ao seu público local. Mirabilis de Floripa e Projeto Macumba (uh! saravá!!!) de Blumenau, estréiam no palco da Célula junto com a Tijuqueira, que acaba de voltar das “zooropa”.

O pessoal do Projeto Macumba estão pela primeira vez na capital. Os macumbeiros existem há três anos e também desenvolvem projetos parecidos com o Clube da Luta na cidade dos alemóns, que visam fomentar a música autoral. Brincadeiras à parte, o Projeto Macumba mistura rock com maracatu, baião,  coco, ciranda, samba, ritmos brasileiras, tudo num liquidificador de influências.

Segundo o release dos “Lutadores” no dia 10 de julho acontecerá  Clube da Luta em Blumenau, organizado pelo Projeto Macumba, que dá seqüência ao intercâmbio entre os 48 e 47.

Serviço: Clube da Luta

Tijuqueira
Mirabilis
Projeto Macumba
Dia: Sábado, 07
Horário: 23h
Local: Célula – bairro João Paulo
Ingresso: R$10 (mas se você chegar antes das 23h, paga somente R$ 5)

 

Clube da Luta na sexta-feira

maio 21, 2008

Te agenda ae:

Wrock!

Noitada Monstro II rola em maio

abril 28, 2008

Wrock!

Noitada Monstro II com Sick Sick Sinners (Curitiba), Gizmo (Floripa), Gojira (Mundo?) e nas carrapetas do inferno, DJ Calvin 13 (do PT?). A promoção é da Insecta Produções no dia 02 de maio, sexta-feira, às 22h30 na Célula Cultural.

Saiba mais sobre as bandas:

Sick Sick Sinners: Com o fim do trio Os Catalépticos – maior referência brasileira de Psico-Billy, com discos lançados e tours nos EUA e Europa – seus remanescentes formaram este novo combo. No mesmo estilo, porém com uma pegada cada vez mais firme. Seu primeiro disco está sendo lançado pela Monstro Discos e a banda já fez turnês pela California, Argentina, Uruguai e obviamente Brasil. Diretamente de Curitiba, CUIDADO, pois o Sick Sick Sinners está se aproximando.

Banda Gizmo: Rock n’ Roll simples, puro e direto. Assim pode ser definido o som da banda Gizmo. Formada em Florianopolis, SC, a banda lanca agora seu primeiro cd “Fully Loaded and Ready For Destruction”, totalmente independente e produzido por Clive Mund no Eldorado Infierno Studios.
Influencias? Hard Rock, Punk Rock e Rock n’ Roll Classico, como AC/DC, Ramones, Led Zeppelin e Sex Pistols, nao esquecendo dos vocais a la Motorhead do vocalista Pastel.
O trio vem se destacando no cenario catarinense e tem feito shows com bandas de renome na cena independente como Forgotten Boys, Carbona, my.soundtracked.life, B-Driver, Cyber-Jack e M. Knox Music.

Gojira – Gojira, o gigantesco réptil mutante, surge em virtude de experiencias nucleares livres para destruir o J-POP !!! Para quem nao sabe, J-POP eh o estilo de musica mais odiado e amado no mundo. Seria basicamente uma tentativa fracassada dos japoneses em fazer baladas de rock n’ roll. Os jovens orientais adoram !!! Gojira odeia !!! Em sua primeira aparicao em Florianopolis, Gojira serah um mix de performer com Laptop DJ. No telao trechos de seus ultimos rastros de destroicao e relatos de sobreviventes. 

DJ Canvin 13: Disc Jockey há mais de 15 anos, começou tocando música eletrônica em casas underground da ilha, mesclando depois com o rock, que hoje é o carro chefe de seu set-list.
Já passou por diversas e importantes casas de Santa Catarina e atualmente produz e toca na badalada Pelvis Shaker, onde faz o set “rock.pop.putaria”, desde 2005 a melhor rock session da região.
Entre uma apresentação e outra também produz algumas festas, como a 80 Graus, Black Celebration e Tribute to Myself.

Etapa 48 do Femic na noite de ontem

abril 10, 2008

Não estava planejado, mas ontem, na companhia do multi-instrumentista Evandro Hasse e das jornalistas Natália Uriarte e Fabrícia Prado, estive no Teatro Álvaro de Carvalho para assistir a semi-final do Femic – etapa grande Florianópolis.

Há muito tempo que eu não entrava no TAC e direto do backstage, já dei de cara com vários conhecidos. O primeiro foi o mestre Arnou de Melo, um dos melhores baixistas do Estado e que toca na banda base do Femic. Depois fui encontrando a cacalhada das bandas 48. Os irmãos do Da Caverna, Jean Mafra do Samambaia Sond Clube, Luciano Bilú da banda de apoio do Femic, o pessoal do Gubas e Os Possíveis Budas, Ulysses Dutra da banda Coletivo Operante, figuras do meio róque – em especial do Clube da Luta – que estavam participando da semi final.

Foi bacana ir e ver que o róque estava presente no Femic, várias bandas, muita pegada, muito bom mesmo. O Evandro Hasse, que acompanhou a filha do Alegre Corrêa, também mandou muito bem no som composto por Alegre e interpretado pela moça. Mas foi o pagode que levantou o pequeno público do TAC. Num estilo Zeca Pagodinho, um pagode/samba que falava sobre Anjo Gabriel, foi a grande sensação da noite. Muitos fãs do cantor estavam nas fileiras e fizeram coro no refrão.

Logo depois do momento pagode, o Coletivo Operante subiu e fez uma apresentação boa. Meu primo, o Ulysses Dutra, mandou bem roncando a sua Fender. Um tiozinho da ala do pagode, que estava próximo do meu lugar, bradou a habilidade na guitarra do guri.

Não fiquei até o final e não consegui ver as últimas apresentações, mas consegui assistir a impagável Fuck Fuck, do trio de irmãos do Da Caverna. Os piás de São Pedro de Alcântara, fizeram um rock malaco que fala sobre a arte de dar uma furunfada dentro de um fusca. A canção mais original da noite, com certeza.

Nos dias 24 e 25 de abril acontecerá no Teatro do CIC a grande final com todos os classificados pelo Estado. A região dos 48 ficou com cinco vagas.

Novo clipe do Samambaia Sound Club no YouTube

março 31, 2008

O novo clipe do Samambaia Sound Club está no YouTube. Na semana passada, os guris do SSC reuniram a imprensa em Floripa para o lançamento do filminho que foi dirigido pelo cineasta Marcos Stroich, produção de Guto Lima e participação da atriz catarinense Paula Braun, figura que foi revelada para o cinema nacional em 2007 com o filme “O Cheiro do Ralo”.

No último fim de semana eu consegui dar um plá com o André Gesser (baterista) e Jean Mafra (vocalista) da Samambaia lá no JB Pub, em Balneário Camboriú, onde a banda fez uma apresentação. André é o cara na banda que confere tudinho, tim-tim por tim-tim se está tudo certo para apresentação. Funciona num misto de produtor, empresário e músico da banda. Jean tem o perfil de artista. Performático e observador, um cara inquieto, que não para um segundo e tem bom papo. Não conhecia os figuras pessoalmente, foi muito bacana trocar idéia com esse pessoal.

No JB Pub o Samambaia mesclou um repertório de músicas próprias, com ênfase no último disco e versões SSC de clássicos. Rolou até Jorge Ben nas versões do Samambaia. O show foi técnico e preciso. A SSC é uma banda que faz shows com uma boa equalização do som, o que torna sua apresentação agradável. O som é um rock com a veia muito mais pop, muito característico em diversas bandas da capital. Da falecida Phunky Buddha, ex-banda do baterista André Gesser no final dos anos 1990, um toque de funk rock na batida e nas guitarras.

A Samambaia se destaca na cena róque de Floripa e da grande área 48. Junto com as bandas do Clube da Luta, esses caras andam agitando verdadeiramente a música autoral no Estado. Uma coisa que me chamou a atenção, segundo o vocalista Jean, é que os 48 tem pouco conhecimento da cena róque nos 47. Jean disse que o Mundo47 está sendo importante para que muitos 48 conheçam o que está sendo feito por aqui.

Não Esperem Por Nós está na Web

março 18, 2008

 promopipodelicacolor.jpg

O derradeiro disco da banda Pipodélica – Não Esperem Por Nós – já está na rede mundial de computadores. É o que informa o Marquinhos (o homem tá impossível hoje) em seu blog. A banda que acabou no início do mês, deixou seu testamento musical para fãs, porém uma frase de Felipe Batata deixou a turma com a pulga atrás de orelha. Segundo Marquinhos, o pedrero roqueiro que adora tocar com o pé no retorno, disse que a Pipodélica NÃO acabou. A coisa tá pra lá de estranha e será que isso não tá cheirando a uma esperta jogadinha me marketing? Bom, o fato que o disco é muito bom e tá inteirinho no link abaixo. Corra, baixe e ouça, antes que alguém tire o bendito de lá.

Baixe: Pipodélica – Não Esperem Por Nós