Posts Tagged ‘itajaí’

Raul! disponibiliza primeiro EP neste sábado na web

outubro 31, 2008

 

E neste sábado, 1º de novembro, a turma da banda Raul!, de Itajaí, coloca na web o seu primeiro EP na íntegra. Fique atento nos endereços do cartaz e baixe o EP da Raul!

Anúncios

Expresso Rural em Itajaí

outubro 30, 2008

No próximo dia 16 de novembro o Expresso Rural volta para Itajaí para mais um show da sua volta aos palcos. Priorizando apresentações em teatros e lugares um pouco mais bem preparados, o Expresso Rural já tocou em teatros nas cidades de Lages, Florianópolis, Criciúma e Itajaí. A banda está lançando também o cultuado “Nas Manhãs do Sul do Mundo”, primeiro disco da banda lançado originalmente em 1983 no formato CD remasterizado. Uma beleza mesmo. Em Itajaí o show será no Teatro Municipal de Itajaí, um dos mais modernos do Estado e também que melhor abriga o povo. 

Em Itajaí os ingressos custarão R$ 40,00 inteira e R$ 20,00 meia entrada. 

Hoje, dia 30, é a vez de Floripa, no CIC, ver novamente o Expresso Rural.

Mais informações sobre a banda e compra de CDs.

www.expressorural.com.br

Expresso Rural toca em Itajaí em novembro

outubro 21, 2008

Anos 80: foto tirada num show para as vítimas da enchente de 1983

No próximo dia 30 de outubro o Expresso Rural, ícones do pop e do rock rural catarinense dos anos 1980, retornam para o teatro do CIC para mais um show recheado de clássicos e grandes sucessos. Um ano após a volta aos palcos, a banda que se apresenta esporádicamente em teatros pelo estado, retorna para mais uma apresentação que promete ser emocionante no CIC. Aproveitando isso, Volnei Varaschin, em contato telefônico comigo, garantiu que a banda toca também no dia 16 de  novembro no Teatro Municipal de Itajaí, um domingão. Portanto se você é fã, já foi fã e passou pelos dourados anos de sucesso do Expresso Rural, fique ligado para estas duas apresentações da banda.

Blog do Marquinhos disponibiliza vídeo do Festival de Itajaí

setembro 12, 2008

Na última segunda-feira o Marquinho Espíndola, capo mor da Contracapa do Diário Catarinense, esteve no Festival de Música de Itajaí para produzir uma matéria bacana para a sua Contracapa e o Blog do Marquinhos. No festival o guri teve oportunidade de bater um lero com os mestres Arnou de Melo, Arismar do Espírito Santo, Sidinho, Chico Preto e outros figuras que andam zanzando pelo Festival de Itajaí. Confira a matéria a o vídeo.

Raul! nova banda do cenário de BC

setembro 2, 2008

foto de banda_raul em 01/09/08

O chapa Flávio Roberto (com a guita preta na foto), capo mor da revista Válvula Rock, também está se aventurando no mundo róque da vida. A band Raul! formada este ano em Itajaí/Balneário Camboriú, está dando os primeiros passos e segundo Flávio, a aposta é em músicas de própria autoria.

A banda conta com o jornalista Kadw no baixo/vocal; o próprio Flávio Roberto na guitarra/voz, Anderson Oliveira na guitarra e Dalazen na bateria. Na imagem acima, Raul! em seu primeiro show – dia 13 de julho de 2008. No Open Bar em Balneário Camboriú. Dia Mundial do Rock!

Já o nome não deve ser muito segredo. Qual show de róque que você já foi e não teve nenhum carinha gritando: “-Toca Raul!!!” ou “Toca Ramones!!!”; bom, como botar o nome de Ramones numa banda não rola mais, a não ser que seja de cover, o negócio mesmo foi colocar o nome de Raul e ai se alguém gritar o famoso “Toca Raul!!!” a banda catarina pelo menos vai fazer o seu papel: tocar suas próprias músicas. Boa sacada.

Agenda:

14/09 – Balneário Camboriú – Festival CashCore – Open Bar.
16/11 – Balneário Camboriú – c/ Matanza (RJ) – JB Pub.

Myspace:
http://www.myspace.com/bandaraul

Youtube:
http://br.youtube.com/bandaraul

Site oficial do Festival de Música de Itajaí

agosto 21, 2008

O Festival de Música de Itajaí, que acontecerá em setembro na cidade peixeira, já tem seu site oficial no ar:

http://www.festivaldemusicadeitajai.com.br

Acesse e saiba todas as notícias, atrações e novidades do maior festival de música do Estado.

Fique ligado também nas oficinas e workshops que estão com as inscrições abertas.

O festival abre no sábado, 06/09 com show da cantora Zélia Duncan e terá como show de abertura, a presença das jovens cantoras de Itajaí,  Bárbara Damásio, Giana Cervi e Keyla Araújo. O show acontece no novo  Centro de Eventos de Itajaí (Parque da Marejada) Horário: 21h

Disco do Anti-Heróis já está na praça

agosto 10, 2008

foto de anti_herois em 08/08/08

De Itajaí, a piazada do Anti-Heróis está com seu “Férias em Cancún” para venda e finalmente lançado. Mundo47 está com seu exemplar em mãos e em breve vamos fazer nossas considerações. Por enquanto você meu caro leitor pode ir atrás do disquinho. Se moras em Itajaí e região, podes dar um pulo no Porão do Som, na Rua 1500 em Balneário Camboriú. Se eis de fora, entre em contato com a banda (endereço abaixo).

O CD custa apenas R$ 10.

Hoje, Domingo, a Anti-Heróis participa do programa Pirão Catarina, da Univali FM de Itajaí. No dial 94,9 MHZ a partir das 18 horas ou no site www.univali.br

Peça seu CD: http://www.fotolog.com/anti_herois

The Headcutters: novo nome da On The Rocks

agosto 7, 2008

Catuto, Maca, Joe e Cavera: blues com 8 anos de tradição em SC

Nos últimos anos, em Itajaí, uma banda de blues chama muito a atenção por onde passa. A On The Rocks Blues Band, recriou para o público local, aquele blues de Chicago, clássico, elegante, dos famosos bluesmans dos Estados Unidos.

Mas agora a banda teve uma página virada na sua história. Por motivos de registros, a On The Rocks teve que mudar de nome e agora se chama “The Headcutters”. As novidades da banda não param por ai. Segundo Joe, vocalista e harmonica, a banda está preparando seu disco novo para ser distribuido pelo famoso selo Blues Pacific Blues Records, da Califórnia. O selo fará a distribuição do disco dos catarinenses por todo os Estados Unidos e também na Europa. No Brasil a The Headcutters fechou com o selo Chico Blues Records, famoso produtor e colecionador de raridades do blues mundial.

A banda comemora o novo nome e as novas parcerias, já que Chico Blues e Pacific Blues Records, do famosos produtor Jerry Hall, entraram em contato com a banda de Itajaí para promover a distribuição do CD e também fazer a parte promocional da banda. Podemos neste contexto, considerar que a The Headcutter, de Itajaí, 47 da gema, terá seu próximo álbum num lançamento mundial.

A Headcutters é considerada uma das bandas mais renomadas de blues no Brasil. Timbre e sonoridade dos anos 1950 e 1960,  que segue a linha da lendária gravadora de blues de Chicago, o Chess Records. Segundo Joe Marhofer, o novo nome é em homenagem aos grandes ídolos, como Muddy Waters, Little Walter e Jimmi Rogers, que no começo dos anos 50 eram chamados de The Headhunters, The Headcutters vem como uma alusão a estes grandes mestres do blues.

A banda conta com Joe Marhofer na harmônica e vocal, Ricardo Maca na guitarra e vocal, Arthur “Catuto” Garcia no contra-baixo acústico e Leandro Cavera na bateria, que retorna a banda substituindo Júnior Polaco.

Baixe e escute: www.myspace.com/headcutters

 

Definidas as atrações do 11º Festival de Música de Itajaí

maio 28, 2008

Maria Rita: agora em fase mulherão de parar trânsito

O tradicional Festival de Música de Itajaí, em sua 11a edição, mais uma vez trará grandes nomes da música brasileira. O festival já considerado um dos mais importantes do país e em primeira mão, o Mundo47 divulga a escalação deste que será organizado entre os dias 6 e 13 de setembro na cidade peixeira.

Jair Rodrigues: promete não sair em disparada

A cantora filha da Elis Regina, Maria Rita, é atração confirmada do festival que terá ainda Cláudio Dauelsberg Piano Orquestra, Altamiro Carrilho, Barbatuques, Jair Rodrigues, Roberto Menescal, Zélia Duncan e Roupa Nova. Desde 2005 o festival atingiu também o povão, com shows ao ar livre, totalmente gratuítos, pelos bairros mais carentes da cidade. Gente como Elba Ramalho, Beth Carvalho, Ney Matogrosso e Alceu Valença, já participaram desta nova fase do Festival. O restante dos shows serão no Teatro Municipal de Itajaí, que comporta 550 espectadores sentadinhos, bunitinhos e curtindo mó show.

 

Hoje é dia de Blues em Balneário Camboriú

maio 16, 2008

O Batata Dignart, da banda Souvenirs, dá o aviso que hoje em BC tem Blues. Ele participa da banda Blues Special Band, de Balneário e avisa dos shows e o currículo da rapaziada do blues em BC.

Shows:

* 16 de maio de 2008
Show na Pousada da Brava
Banda das 0;00h às 3;00h

* 30 de maio de 2008
Show na Pousada da Brava
Banda das 0;00h às 3;00h
Integrantes ViniciusEduardo (Guitarra), Leonardo Dignart (Contra Baixo), Christian(Harmonica), e no Vocal o condutor radial; jornalista: produtor dediscos e de shows internacionais; colecionador e amante do Blues,Adrian Flores, realmente uma figura rara. Entre 1992 é 1994 produziu osshows de James Cotton, Jimmy Rogers, Honeyboy Edwards, Magic Slim,Lefty Dizz em grandes teatros de Buenos Aires, Argentina. Abriu seupróprio clube de Blues em 1995 a onde apresento entre 1996 e 2001 maisde 20 artistas afroamericanos como Dave Myers, Little Mack Simmons,Hubert Sumlin, Billy Branch, John Primer, Eddie C Campbell, Phil Guy,Eddie King, Jimmy Dawkins, James Wheeler, Aron Burton, Byther Smith,Eddie Kirkland, Raful Neal, Lurrie Bell, Larry McCray, Carlos Johnson,Lorenzo Thompson entre outros. No Brasil já gravo com Eddie C. Campbelle James Wheeler.

Conheça o som: http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/bluesspecial/

 

Itajaí em Cartaz encerra com peça de Rio do Sul

maio 15, 2008

 

 

Termina neste domingo, dia 18, o 2º Itajaí em Cartaz. A mostra de teatro reuniu desde a última segunda-feira grupos de Itajaí, Rio do Sul e Florianópolis. O evento é realizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e tem o objetivo de estimular a produção teatral local e aproximar a comunidade desta arte. O encerramento da mostra será neste domingo, a partir das 20 horas, no Teatro Municipal de Itajaí com o espetáculo “O Incrível Ladrão de Calcinhas”, da Trip Teatro de Bonecos, de Rio do Sul.

 

Mas neste sábado também haverá espetáculos. Às 14 horas será apresentado Romiau & Julinha, da Cia. Mútua, um espetáculo do tipo Lambe-lambe que é apresentado para uma ou duas pessoas por vez e tem cerca de dois minutos de duração cada, com ingressos a apenas R$ 2,00 por pessoa. Já às 15 horas a Cia. Cálice entra em cena com  “Adivinhe quem Vem lá! É o Boitatá!”.

 

No sábado a noite, às 20 horas será a vez da peça “Bailei na Curva”, da AECA (Alunos do Exercício Cênico Anchieta). E no domingo, às 19 horas, antecedendo o espetáculo de encerramento será apresentada mais uma peça do tipo Lambe-lambe: “Maria do Cais”, da Cia. Andante. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro Municipal de Itajaí a R$ 10. Estudantes, idosos e professores sindicalizados no SINPRO pagam apenas R$5.

 

SINOPSE

O Incrível Ladrão de Calcinhas: Uma história de detetives baseada no estilo do Cine Noir, caracterizado por filmes tipo “B” das décadas de 40 e 50, onde a falta de caráter e o crime são as marcas mais presentes. O escritório do Detetive Bill Flecha é procurado por Srta. Velda, uma “mulher-fatal” que tem sua “peça íntima” roubada e pagará qualquer quantia para tê-la de volta. O que parecia um crime banal dá origem a uma série de outros crimes violentos, onde todos são suspeitos até que se prove o contrário, ou até que seus corpos sejam encontrados em algum beco escuro. Inspirado na vida e obra de Dashiell Hammett, considerado o pai da literatura policial moderna, o espetáculo utiliza uma técnica de construção de bonecos pouco conhecida no Brasil, à partir de modelos desenvolvidos por Hansjürgen Fettig em seu livro “Rod-Puppets & Table-Top Puppets (Standing Figures). A cenografia foi inspirada no “Expressionismo Alemão”, movimento artístico que contribuiu para o surgimento do Cine Noir.

Saiba mais: itajaiemcartaz2008.wordpress.com

 

Fatboy Slim muda nome artístico

maio 15, 2008

Só foi Normam Cook não parar de vir ao Brasil, que as influências de numerologia e viadagens em geral já pegou a mente do famoso Dj Fatboy Slim, nome que deixou Normal ultrafamoso no mundo como o melhor DJ do mundo. Bom, nesse mundinho dos Djs, tem um monte de “melhor dj do mundo”, mas Slim foi o mais pop dos pops que pisou por aqui. Em Santa Catarina ele até ja virou figurinha carimbada nas quebradas de Camboriú, Balneário e Itajaí. Dia desses foi visto na geral do Marcílio Dias, o esquenta galho, com uma camisa do Arsenal e gritando ” Cílio, cílio!!!”, enfim, Slim é o típico arroz de festa.

Há rumores que seu novo nome será: Brighton Port Authority

Pffffffffffffffffffffhahahhaahhahahahahhahahaha!!! (não tem como segurar a risasa…)

 

 

II JB Jazz rola no dia 08 em Balneário

maio 2, 2008

 

 
O projeto JB Jazz volta neste mês de maio com sua segunda edição. Trazendo os melhores músicos da música instrumental de Itajaí e região, o jazz está garantindo seu espaço em pelo menos uma quinta-feira por mês no JB Pub de Balneário Camboriú. A banda Samburá, de Itajaí, estará novamente no palco da casa para mais uma apresentação com os melhores standarts do jazz mundial.
 
A Samburá  é formada por músicos jovens, porém experientes da cena musical de Itajaí e é formada por Evandro Hasse (metais), Duda Cordeiro (contrabaixo), Eliezér de Jesus (piano), Mário Jr. (bateria) e Cláudio Pereira (guitarra). Nesta edição, a convidada especial da noite é a cantora catarinense Giana Cervi, que interpretará grandes sucessos cantados por divas do jazz, como Ella Fritzgerald, Sarah Vaughan e Billie Holliday.
 
Serviço:
JB Jazz com Samburá e Giana Cervi
Horário: 22h
Ingressos: R$ 8 masculino e feminino
Dia: 08/05/2008
 
Reservas: (47)8835-7730
 
 
JB Pub – Avenida Rui Barbosa, 580 – Estrada da Rainha – Praia dos Amores – Antigo John Bull – Balneário Camboriú-SC
 
 
 
Biografia – Giana Cervi
 
 
A cantora iniciou em bandas religiosas ainda na adolescência. A afinidade com a arte lhe estimulou na escolha pela profissão de fonoaudióloga e a prática em corais e grupos de manifestação popular auxiliaram em seu processo de formação, o resultado: distintas tendências e estilos artísticos. Giana destacou-se como solista, no musical ‘Lendas da Ilha’, dirigido pelo cantor e compositor Oswaldo Montenegro, no ano de 2000. Posteriormente, participou da gravação do CD com a trilha sonora do mesmo espetáculo. Em 2001, Giana Cervi fez a abertura do show de Renato Borghetti no 4º Festival de Música de Itajaí. Na 10ª edição do Festival de Música, em 2007, abriu o show de Gal Costa. Sua formação como Fonoaudióloga, pós-graduada em Musicoterapia, proporciona subsídios para o desenvolvimento do trabalho como cantora, arte-educadora e professora de canto, segmento no qual também atua, desde 2002.
 
Site: www.gianacervi.com.br
 
 

Resenha: Casa de Orates/ Itajaí – 19/04/08

abril 22, 2008

Abriram os portões do hospício

Felipe Damo, especial para o blog Mundo 47 

 

Sábado é um dia sempre repleto de possibilidades. Era o dia ideal para assistir ao show da Trupe Sonora Casa de Orates, uma mistura contemporânea de Mutantes, Secos e Molhados e Jethro Tull. Tudo bem, rotular não é legal, mas foi uma pista para tentar aproximar o leitor dos caras que encheram pela segunda vez o Teatro Municipal de Itajaí, que não é pequeno, e receberam os aplausos em pé de uma platéia diferente, mas bastante motivada.

Com um som mais pra mambembe medieval do que para rock psicodélico – quem discordar que vá ouvir Jefferson Airplane e depois a gente conversa – o show da Casa de Orates ganha pelo conjunto. É bem montado e dentro daquilo que a que se propõe, levar o espectador a uma viagem musical pelo mundo dos sonhos, os caras mandam bem. Usam com maestria os artifícios cenográficos, dentro de uma linguagem teatral que confere ao espetáculo uma noção de começo, meio e fim (???). Em resumo, dá pra se divertir numa boa além de ver algo no mínimo diferente do que se encontra aí pelo mainstream.

Mas, vamos falar das músicas, já que não se trata de um grupo teatral nem de uma companhia de ballet clássico. As letras são uma doideira que deixariam Syd Barrett com cara de careta. Pronto, falei. Contam histórias de sonhos, de viagens existenciais e de outras bizarrices. No meio da apresentação um deslize: rimaram “papel” com “léu”. Ô, pessoal, que coisa mais Sérgio Reis! Ele já usou essa rima lá na década de sessenta em Coração de Papel! Mas tudo bem, pula. Como diria meu amigo Flávio, “rima com rima, comi tua prima!”. Uma coisa interessante, durante o show você não sabe muito o que é música e o que é roteiro do espetáculo, os caras vão tocando, vão cantando, vão falando, e você vai sendo levado. Gostei disso.

 Já as melodias podem ser conferidas no site da banda http://www.casadeorates.com.br , onde ainda é possível baixar os arquivos em mp3 e comprar o cd “O Artesão dos Sonhos”. O grande destaque e diferencial da banda no aspecto melodia é uma maldita flauta que fica tocando dentro da tua cabeça horas depois do show terminar. A combinação flauta com rock progressivo (argh, pros chatos progressivos!!) até que ficou legal. Foi usada na medida certa, sem abuso. No mais, foi um belo espetáculo. É sempre bom ver crianças, jovens e pessoas de mais idade curtindo música de verdade. Embora o show fosse gratuito, fiquei com aquela impressão de que não joguei fora o dinheiro do ingresso.

 Em tempo: a abertura do show ficou por conta do cada-vez-mais-versátil-multi-artista-e-quase-super-herói Rafaelo de Góes e de Mano, o polegar cantor (mas também, quem vocês esperavam que fosse abrir a porta do manicômio, hein?)

 

É hoje: Mundo47 e JB Pub realizam o I JB Jazz

abril 10, 2008

Nesta quinta-feira – JB Jazz

 

Numa grande parceria com o JB Pub, de Balneário Camboriú, o site Mundo47 e o JB Pub apresentam um evento que faltava na nossa região.

o JB Jazz

A idéia é uma vez por mês, trazer para o Pub, sempre numa quinta-feira, vários músicos da música instrumental de Itajaí e região.

Os primeiros convidados são os músicos da banda Samburá

o grupo é famoso por promover famosas jams em Itajaí e traz no seu cast de grandes músicos, Arnou de Melo no baixo, Evandro Hasse nos metais, Claudio Pereira na guitarra, Mário Júnior na bateria e Chico Preto na percussão.

JB Jazz
Quinta-feira – 10 de abril/2008
Horário: 22h
Ingressos: R$ 8
Reservas: (47) 8835-7730

JB Pub
Avenida Rui Barbosa, 580 – Estrada da Rainha – Praia dos Amores – Antigo John Bull – Balneário Camboriú-SC

MUNDO47
Rock and roll todos os dias
Música/informação/cultura
http://www.mundo47.com
Informações: (47)8825-9246

Resenha: Bárbara Damásio canta Chico – 06/04

abril 7, 2008

A jovem cantora Bárbara Damásio, 21 anos, de Itajaí, subiu ao palco do Teatro Municipal na noite deste domingo para mais uma edição do seu “Bárbara canta Chico”. Quem esteve no Municipal teve a chance de ouvir uma das mais belas vozes da região, que com o tempo e trabalho pode ser destaque em todo país.

Se no repertório de Chico Buarque sobram composições espetaculares e populares que facilitam a escolha do repertório para uma homenagem com garantia de sucesso, certamente não é qualquer artista que consegue interpretá-las com a qualidade que Bárbara o fez.

Além disso, a cantora resolveu fugir das mais convencionais, e claro, não menos brilhantes composições de Chico. Bárbara foi extremamente feliz na escolha das canções. Quem já teve a oportunidade de vê-la cantando há algum tempo e assistiu ao show deste domingo, certamente percebeu o amadurecimento da cantora, que aos poucos vai abandonado o esteriótipo “gritante” das jovens cantoras da MPB – que mais parecem cópias em série de Elis Regina – e assumindo um estilo próprio, “gastando” sua voz na medida certa, o que como uma mera ouvinte de MPB considero raro e o mais difícil de se ouvir.

Os convidados também foram uma escolha acertadíssima. Com uma irreverência e com um estilo mais do que próprio de interpretar a passagem de Chico Preto pelo palco foi veloz, mas marcante. Não só pela interpretação irreverente e divertidíssima em “Biscate”, mas também porque livrou Bárbara do nervosismo aparente do início da apresentação. O mesmo aconteceu com a entrada de Giana Cervi no palco. Giana – que dispensa qualquer comentário – tem uma presença de palco contagiante o que mais uma vez contribuiu para que Bárbara relaxasse.

O que faltou? Na minha visão faltou direção e comunicação com a platéia. As canções poderiam ser melhores distribuídas. Houve uma seqüência relativamente longa de canções mais densas de Chico criando um clima intimista ao extremo em certos momentos e a diversão – com exceção da participação de Chico Preto logo no início –  ficou reservada mais para o final da festa.

Se a voz de Bárbara “dá e sobra” para cerca de uma hora e meia de Chico Buarque – que ressalto mais uma vez ser um mérito para qualquer intérprete de renome, ainda mais para uma artista tão jovem – faltou comunicação, com o público e com a própria banda.

A platéia queria Bárbara, pedia por ela, mas a menina pouco falou. Fora alguns tímidos “obrigada”, Bárbara deixou para o final uma fala rápida de agradecimentos, algo mais burocrático, parecia estar temendo uma platéia que – ao menos ao meu redor – era só elogios, mas pedia um pouco mais de atenção. Mas não foi somente a falta de diálogo, o corpo também precisa falar e o de Bárbara estava meio quieto, inseguro, coisas que só o tempo é capa de trazer.

Por isso, considero que apesar da falta desta direção, “Bárbara canta Chico”, foi um espetáculo muito bom, pois no final, a interpretação das canções superou estas falhas e fez com que o público saísse satisfeito e muita gente comentando que ainda queria mais.

Acredito que o mais importante a se falar é que quando Bárbara subiu ao palco neste domingo ela assumiu um compromisso com a platéia. O compromisso de melhorar cada vez mais suas interpretações, de seguir na escolha de um bom repertório e de interagir melhor com o público que tanto a admira. E isto é simplesmente fantástico. Nas raras produções regionais que se vê ultimamente com clássicos da MPB a grande vontade é mesmo de ir para casa e dormir, algo que certamente não aconteceu neste domingo.

Texto: Fabricia Prado – Jornalista
Foto: Guilherme Meneghelli