Ambervisions no tributo ao Mudhoney

Gordo, careca e barbudo. Guilherme Zimmer é o carismático e elétrico frontman dos Ambervisions. Junto com Arioli, Amexa e agora com Marcio na batera, a banda é uma das locomotoras do rock catarinense há muito tempo (10 anos já?), mas enfim, São guris que tão sempre na batalha aqui e agitam muito o circuitinho undergrounde de Floripa e adjascências. A importante ligação de Zimmer e Amexa com a Monstro Discos, torna a banda conhecida pelo Brasil e a faz participar de projetos bacanas como o que a Monstro está inventando na área, um tributo ao Mudhoney. Como diz Rubens Herbst, do blog Orelhada, do grupo RBS, o tributo é o remédio para uma puta injustiça com a banda de Seatlle: o reconhecimento, já que Mark Arm está na ativa com os caras e pra variar, ainda andam de skate.

Os Ambervisions participam do tributo e gravaram no estúdio do Amexa, em Floripa, a música “Touch Me I´m Sick”, grande clássico do Mudhoney. Confira no vídeo acima, como ficou a versão doida varrida de Os Ambervisions.

 

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: