Mundo47 History Channel

Mais uma fotografia da história do rock catarina.  Como nesta sexta-feira eu estava na Saraiva Megastore do Shopping Iguatemi em Floripa, falando sobre o Floripa Noise Festival, um festival co-organizado entre Insecta (SC) e Monstro Discos Goiania(GO), a foto do dia não poderia ser melhor. Mostra a saga de várias bandas catarinas que participaram do Bananada 2001 (bons tempos não acham?). Como faz tempo que barcas de SC não zarpam para os Festivais da Monstro, vale monstrar esse show eletrizante da Enzime, liderada pelo Kaly Moura, atual Stuart, com Valmor Jr. na guitarra (hoje na Espanha). Na platéia aparecem outros catarinas famosos. Giba Moura da Minds Away, Mutley Bianchini e Diógenes Fischer do Superbug e a foto foi tirada pelo nosso malaco mor, Ramiro Pissetti (Os Incríveis Animais que Tocam e Animales).

Veja o que o Kaly disse sobre a foto:

A legenda da foto em anexo é a seguinte:

Bianchinni (abaixo da bicicleta) chamando alguém que está muito longe, e como nosso show foi o mais alto da história, sem chance. Ao lado o Diogenes vibrando, com os punhos cerrados, como podem observar. O Giba olhando e pensando “acho que mais um ampli foi pro pau”. A sapata e o jornalista ao lado do giba olham para o mesmo lugar…ou o EDU ta fazendo uma virada “tupactupumplactum pof tim” ou ta de fato saíndo fumaça do ampli.

 

Anúncios

Uma resposta to “Mundo47 History Channel”

  1. Ramiro Says:

    Em 2001, três bandas protagonizaram um feito até então inédito para o underground catarina. Enzime, Low Tech All Stars e Cuba Drinker & The Hi-fis atravessaram três estados (Paraná, São Paulo e o “nariz” de Minas Gerais) para se apresentar no Bananada 2001, em Goiânia.

    Como isso aconteceu antes da popularização dos preços das passagens aéreas, os intrépidos músicos tiveram que encarar o trecho de aproximadamente 1.500 km numa claustrofóbica van, sob um insuportável cheiro que mesclava suor, peido, cueca e outros odores.

    Todavia, o desgaste valeu a pena. As apresentações foram memoráveis e fundamentais para o reconhecimento da cena estadual no restante do país.

    Vale destacar que a aquela edição do Bananada recebeu destaque em diversos meios de comunicação, devido à qualidade da programação, que incluiu desde importantes nomes do circuito nacional (Frank Jorge, Momento 68 e Irmãos Rocha) até as atrações internacionais Trans AM e Man or Astroman? (ambas americanas).

    O momento-roubada estava reservado para a volta. Os incompententes motoristas (provavelmente contratados pelo Kaly) conseguiram a proeza de “pegar um atalho” pelo Mato Grosso do Sul (!). Dê uma olhadinha no mapa e tente mensurar a ira dos passageiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: