Archive for abril \30\UTC 2008

Morre aos 102 anos o pai do LSD

abril 30, 2008

Morreu nesta semana, na Austria, Albert Hofmann, o pai do LSD, o cientista que em 1943, por acidente, descobriu um remédio que iria ajudar no tratamento psiquico. Porém, todo mundo conhece a história e não vou ficar aqui falando o que aconteceu. Infelizmente vou ser obrigado a copiar do blog Tra-la-lá, dos jornalistas Dorva Rezende, Renê Muller e Fábio Bianchini, o video postado lá hoje. Desculpem rapazes, mas vocês acertaram em cheio.

 

 

Festival Canto das Pedras em Biguaçú

abril 30, 2008

O pessoal da cena 48 manda o cartaz do Festival Canto das Pedras, que rola HOJE na cidade de Biguaçú, grande Florianópolis. Bandas como Kronix, Samambaia e Eletrolíticos vão estar por lá. Confira o cartaz e acerte o endereço para chegar correto lá:

“Siga a 101 sentido ao norte (ctba), vc vai passar proximo ao centro  de Biguaçu, mas continue na 101 ao passar pela Policia Rodoviaria Federal, fique ligado em menos de 1km pegue a lateral da 101 e já estará na Praia de São Miguel, ali é fácil!!”

Youtube: Parachamas no Mundo47 Festival

abril 30, 2008


Já está no YouTube “A melhor televisão do mundo”, segundo Rafael Weiss (ih! sou eu!), um video bacana da banda Parachamas, de Blumenau, que foi uma das grandes estrelas wrock catarina no Mundo47 Festival, promovido por este espaço no JB Pub de Balneário Camboriú no último dia 20.
Como diria Gabriel Thomaz: “Rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrock”

The Jimi Hendrix Putaria´s Home Video

abril 29, 2008

Alguém quer ver um vídeo do mitológico guitarrista Jimi Hendrix furunfando com duas beldades 60´s? Bom, o suposto vídeo existe e a produtora Vivid, está lançando no mercado Americano um vídeo que mostra um cara muito semelhante a Hendrix dando uma furunfada legal num menage a três. O vídeo tem 11 minutos e foi filmado em super 8. Segundo o Globo.com, o autor das imagens vendeu para a produtora que bolou um “documentário” de 47 minutos mostrando um pouco da vida de Hendrix e as cenas de fodelança geral.

Festa do Vinil em Rio do Sul

abril 29, 2008

O Palilo, baixista dos Costeletas, está organizando com seus comparsas a Festa do Vinil em Rio do Sul. A fextênha rola neste dia 30. Confira as infos no cartaz acima.

 

 

Agenda cheia na vida dos Dramaphones

abril 29, 2008

EP está quase saindo do forno e riosulenses querem mesmo é tocar

Excelente revelação do róque em Santa Catarina e no Alto Vale, o pessoal do Dramaphones está nos finalmentes e prestes a lançar seu EP. Aproveitando a boa fase, o quarteto de Rio do Sul está com a agenda cheia para o mês de maio e junho, só conferir abaixo.

 

*SÁBADO – 3 de maio – PROJETO CLANDESTINO – Dramaphones +Travesseiro Polar(Bnu) +Betoneira 120L(Rsl) +Ex-topas(Rsl) +Costeletas (Rsl) +Apicultores Clandestinos(Rsl) +The Vermes(Rsl) – LONTRAS – Sítio da Família JR. (500m na rua ao lado da Igreja Evangélica) – ! ! GRATIS ! ! GRATIS ! ! GRATIS ! !

*10 de maio – “1º DRAMAPHONES CONVIDA” – CALVIN(TIMBÓ) +Z?(FLORIPA) +LISS(RIO DO SUL) – RIO DO SUL – Ponto de Cultura Anima Bonecos (Fundos Mercado Mezzalira) – Ingressos na hora $5

*17 de maio – BLOODY B~DAY – Dramaphones +Calvin(Tbo) +Horário Nobilis(Ibi) +Pärächämäs(Bnu) +Serotonina(Jguá) +Banda – IBIRAMA – Krokus Bar (Centro) – Ingressos $10

31 de maio – Não Confirmado

*14 de junho – YOKKO5 – Show NxZero +Dramaphones +Master Key – RIO DO SUL – PAVILHÃO HERMANN PURNHAGEN – Primeiro Lote à $25

20 de junho – Não Confirmado

21 de junho – Não Confirmado

5 de julho – Não Confirmado

Ouça DRAMAPHONES – http://www.myspace.com/dramaphones
Baixe DRAMAPHONES – http://www.tramavirtual.com/dramaphones

Cansei de Ser Sexy lança nova música em seu site

abril 29, 2008

A banda paulista mais querida no meio hype mundial, Cansei de Ser Sexy ou como eles agora querem ser chamados, CSS, lançou música nova em seu site. “Rat Is Dead”, faixa disponibilizada no site, foi gravada em São Paulo durante o intervalo que a banda deu para a gravação do novo álbum. Na América do Norte a CSS terá seu disco lançado pela Sub Pop, mas no Reino Unido o disco vaza pela Warner. O bacana é que o CSS leva o nome do Brazil para todos os cantos, pois sempre consegue ser escalado para os grandes festivais Europeus e Americanos. Porém, depois da supra-fama mundial, ver um show do CSS pelo Brazil é coisa rara…

Monstro Discos divulga escalação do Bananada 2008

abril 29, 2008

MQN: Fabrício Nobre (1º plano) também preside a Abrafin

Saiu a escalação do tradicional festival da Monstro Discos realizados no primeiro semestre. O Bananada 2008 mostra seu cast de bandas da cena independente nacional e a escalação está muito boa, porém, é nítida a falta de bandas catarinas na escolha. Apenas uma, Abesta, está escalada. Meu cochilo eletrônico não me possibilitou ainda conhecer o trabalho desta banda, mas Mundo47 não quer durmir no ponto e vamos atrás de infos sobre nossos heróicos e únicos representantes no Bananada 2008.

Segundo a turma da Insecta Produções, representantes da Monstro Discos em SC, a gravadora vai fazer em parceria com eles,  o Floripa Noise Festival em agosto, na cidade de Florianópolis. Estaremos aqui na torcida e já demonstrando franco apoio se rolar o Floripa Noise. Falta um festival em SC, isso é fato, só assim para colocarmos as pratas da casa.

sexta-feira (23/05)
01h30 Mandatory Suicide (GO)
01h00 Johnny Suxxx & The Fuckin’ Boys (GO)
00h30 Mechanics (GO)
00h00 Are You God? (SP)
23h30 Sapobanjo (SP)
23h00 Identidade (RS)
22h30 Curumim (SP)
22h00 Inbleeding (GO)
21h30 Jonas Sá (RJ)
21h00 Fim do Silêncio (SP)
20h30 Goldfish Memories (GO)
20h00 The Melt (MT)
19h40 Mugo (GO)
19h20 Bad Lucky Charmers (GO)

sábado (24/05)
01h30 Violins (GO)
01h00 Diego de Moraes e o Sindicato (GO)
00h30 Motherfish (GO)
00h00 Do Amor (RJ)
23h30 Mallu Magalhães (SP)
23h00 Cérebro Eletrônico (SP)
22h30 Sweet Fanny Adams (PE)
22h00 Black Drawing Chalks (GO)
21h30 Chimpanzé Club Trio (SP)
21h00 Bang Bang Babies (GO)
20h30 Abesta (SC)
20h00 Filhos de Empregada (PA)
19h40 Abluesados (GO)
19h20 Gloom (GO)

domingo (25/05)
00h30 A banda da Eline (GO)
00h00 Necropsy Room (GO)
23h30 MQN (GO)
23h00 m.takara 3 (SP)
22h30 O Lendário Chucrobillyman (PR)
22h00 A Grande Trepada (RJ)
21h30 Amp (PE)
21h00 Shakemakers (GO)
20h30 Bad Folks (PR)
20h00 Orquestra Abstrata / Seven (GO)
19h30 Big Nitrons (Santos – SP)
19h00 FireFriend (DF / SP)
18h40 The Backbiters (GO)
18h20 Sweet Racers (GO)

Outras informações:

www.abrafin.com.br

www.monstrodiscos.com.br

 

Sub Versos divulga novo Myspace

abril 29, 2008

O pessoal da banda Sub Versos, de Brusque, deu um upgrade legal no seu Myspace e divulga o endereço para o povo poder fazer aquela visitinha sem compromisso, tomando um café, comendo umas bolachinhas e curtir um som feito por essa rapaziada de Santa Catarina. A banda recentemente lançou seu primeiro álbum e está em franca divulgação.

Acesse: www.myspace.com/subversos

 

 

Tom Bloch disponibiliza novo álbum no Mondo77.FM

abril 29, 2008

A coisa não para mais. E isso é uma revolução na forma de distribuição de música. Como pagar? Vamos pagar? Bom, por enquanto os artistas querem nos oferecer seu material de graça na web. Os gaúchos da Tom Bloch não fogem a esta regra.  O novo disco deles está para audição na Mondo77.FM e as duas cabeças pensantes deste duo, Pedro Veríssimo e Iuri Freiberger, tentam explicar o conceito do disco no Mondoscópio, projeto que entrevista a galera que participa do Mondo77.

www.mondo77.fm

 

 

 

Clipe do Autoramas no Top10 do MTV Overdrive

abril 29, 2008

A banda carioca Autoramas, atração do Mundo47 Festival, estreou seu clipe novo, “A 300 km/h” e já está no Top 10 do MTV Overdrive, em oitavo lugar. Dirigido pelos gênios Fernando Valle e Renato Fagundes, o filminho é estrelado por Fernanda Boechat e Rafael Primo. Segundo Gabriel Thomaz, Bacalhau também demonstra porque é sempre elogiado em suas atuações videoclípticas.

Parada dos clipes mais vistos/ TOP 10:
 
1 – Take You Down / Chris Brown
2 – 4 Minutes / Madonna
3 – The Best Damn Thing / Avril Lavigne
4 – Embaixadores da Carne de Amanhã (e Lembranças do Passado) / Maldita
5 – Doidão / Rock Rocket
6 – Addicted / P.O.D.
7 – Eu Não Gosto de Ninguém / Matanza
8 – A 300 km/h / Autoramas
9 – Sanctuary / Cavalera Conspiracy
10 – Falcão / MV Bill

Noitada Monstro II rola em maio

abril 28, 2008

Wrock!

Noitada Monstro II com Sick Sick Sinners (Curitiba), Gizmo (Floripa), Gojira (Mundo?) e nas carrapetas do inferno, DJ Calvin 13 (do PT?). A promoção é da Insecta Produções no dia 02 de maio, sexta-feira, às 22h30 na Célula Cultural.

Saiba mais sobre as bandas:

Sick Sick Sinners: Com o fim do trio Os Catalépticos – maior referência brasileira de Psico-Billy, com discos lançados e tours nos EUA e Europa – seus remanescentes formaram este novo combo. No mesmo estilo, porém com uma pegada cada vez mais firme. Seu primeiro disco está sendo lançado pela Monstro Discos e a banda já fez turnês pela California, Argentina, Uruguai e obviamente Brasil. Diretamente de Curitiba, CUIDADO, pois o Sick Sick Sinners está se aproximando.

Banda Gizmo: Rock n’ Roll simples, puro e direto. Assim pode ser definido o som da banda Gizmo. Formada em Florianopolis, SC, a banda lanca agora seu primeiro cd “Fully Loaded and Ready For Destruction”, totalmente independente e produzido por Clive Mund no Eldorado Infierno Studios.
Influencias? Hard Rock, Punk Rock e Rock n’ Roll Classico, como AC/DC, Ramones, Led Zeppelin e Sex Pistols, nao esquecendo dos vocais a la Motorhead do vocalista Pastel.
O trio vem se destacando no cenario catarinense e tem feito shows com bandas de renome na cena independente como Forgotten Boys, Carbona, my.soundtracked.life, B-Driver, Cyber-Jack e M. Knox Music.

Gojira – Gojira, o gigantesco réptil mutante, surge em virtude de experiencias nucleares livres para destruir o J-POP !!! Para quem nao sabe, J-POP eh o estilo de musica mais odiado e amado no mundo. Seria basicamente uma tentativa fracassada dos japoneses em fazer baladas de rock n’ roll. Os jovens orientais adoram !!! Gojira odeia !!! Em sua primeira aparicao em Florianopolis, Gojira serah um mix de performer com Laptop DJ. No telao trechos de seus ultimos rastros de destroicao e relatos de sobreviventes. 

DJ Canvin 13: Disc Jockey há mais de 15 anos, começou tocando música eletrônica em casas underground da ilha, mesclando depois com o rock, que hoje é o carro chefe de seu set-list.
Já passou por diversas e importantes casas de Santa Catarina e atualmente produz e toca na badalada Pelvis Shaker, onde faz o set “rock.pop.putaria”, desde 2005 a melhor rock session da região.
Entre uma apresentação e outra também produz algumas festas, como a 80 Graus, Black Celebration e Tribute to Myself.

Femic termina com vitória da MPB

abril 28, 2008

A música vitoriosa do FEMIC deste ano não é rock, é MPB, mas isso não importa nem um pouco. Santa Catarina está ganhando uma cena verdadeira com o FEMIC. Seja Rock, MPB, regional, Reggae, enfim, precisa de um festival assim para que os catarinas dêem devido valor a  música daqui. Como diz o Marquinhos Espíndola, só falta mesmo o reconhecimento das rádios para com nossa música. Eu já nem falo muito de rádios aqui de SC, pois sei que elas são uma vergonha. Jabazeiras e enlatadas, pois aqui as grandes redes reproduzem o que há no circuito pop de São Paulo e nada mais. A música de Alegre Corrêa foi a grande vencedora do FEMIC, mas vale ressaltar a terceira colocação de Guba e os Possíveis Budas, a excelente performance do trio de irmãos do Da Caverna e a vitória de Jean Mafra, da Samambaia, como melhor intérprete.

Célula reabre na capital

abril 28, 2008

Depois de uma semana fria e tensa, a Célula Cultural, novo palco do róque na capital dos catarinas, foi reaberta ne sexta-feira com o Clube da Luta. No domingo as bandas Verano e Bad Folks fizeram a festa. A propaganda negativa e o prejuízo que os donos do local tiveram no fim de semana passado com a não realização do show do Autoramas, foi repercutida dentro da Prefeitura de Florianópolis. Ascenderam o sinal vermelho da vergonha e resolveram apoiar a liberação das licenças para a Célula. Bom, o Estado ganha ainda mais com a manutenção do espaço e esperamos que as autoridades de Floripa e do Estado, não façam novamente uma cagada dessas. Vida longa para a Célula! Wrock!

O fim dos Jeans

abril 28, 2008

Marco e Dani (Centro) – Jeans em Porto Alegre com sua última formação

Nesta sexta-feira eu tive a oportunidade de bater um lero com Dani Téo, guitarrista e vocalista da banda Tratores, que se apresentou no JB Pub de Balneário Camboriú naquele dia. Para quem não sabe, Dani era membro da banda Jeans, de Santa Catarina que encerrou suas atividades depois de uma aventura sem sucesso em Porto Alegre. Junto com seu fiel companheiro, o baixista Marco Britto e o baterista Celso Tozzo, os Jeans fizeram um relativo sucesso na cena independente catarinense lá por meados de 2004. Foi uma época bacana. Canções inspiradas em Beatles e Jovem Guarda, quase inocentes.

Bastou um tempo em SC para a banda tentar algo numa centro maior e este lugar escolhido foi a capital gaúcha, Porto Alegre recebeu os meninos catarinas que tentavam algo no róque. Vejam bem, o Rio Grande do Sul tem um rótulo chamado Rock Gaúcho. Esse rótulo não é bem uma espécie de caminho do sucesso, mas é algo que se tornou qualidade quando se trata de rock no Brasil. A grande maioria das bandas gaúchas apresentam esse rótulo e se fazem em cima deles, não significam que todas são boas, mas serve para lotar algum bar rock em São Paulo ou Rio. Os Jeans foram seguir essa fórmula. Chegando no RS, eles também deram uma guinada na carreira musical. O lado bobinho do yeah, yeah, yeah e as frases prontas do pop foram deixadas de lado. Com a ida de Marco para uma segunda guitarra, o trio virou quarteto com a adição de um novo integrante no baixo. O som mudou muito e agregados as estas influências do Beatles e os 60´s, o Jeans fez algo moderno e perfeito, ou quase, pois a história foi mudando ao longo do tempo.

Segundo Téo, a banda não teve seu fim por divergências entre integrantes ou brigas internas por diversos motivos, mas sim a falta de grana e as drogas foram depenando a auto-estima e a vontade dos integrantes. O primeiro a abandonar o barco foi Celso Tozzo. Quase um papai, Tozzo deixou os companheiros e foi em busca de algo mais sólido. Novo integrante na banda, mas o núcleo base, Dani e Britto continuavam tentando. As faixas gravadas que estão no Trama Virtual, mostram claramente o virtuosismo melódico imposto na nova proposta da banda. Excelente é apelido, mesmo com uma gravação comprometida, não com a qualidade ideal, o Jeans conseguiu impor para seu som, um diferencial, aquilo que faltava nas bandas de POA.

Numa coisa Dani concordou em nosso papo. Estar em Porto Alegre sem ter um diferencial, é a mesma coisa de não estar. “Muitas bandas em Porto Alegre são iguais umas as outras”, disse. Ao longo do papo, regado a uma cerva, Dani revelou que talvez a ida para POA teria sido um erro, mas não deixou de exaltar que o som que a Jeans provocou na sua passagem pelos gaúchos, foi fundamental. Mas sua desordem mental o fez não ter nem para si, as faixas gravadas em Porto Alegre. Ainda sobre o fim da banda, lá pelas tantas, Marco Britto estava sem um puto no bolso. Os integrantes fizeram de tudo para mantê-lo na capital gaúcha, até festa “Marco AID” foi feita para juntar uns trocados e manter o homem por lá, mas não deu muito certo. Hoje Marco está em Floripa, trampando em emprego de jornalista normal, mas segundo papo que tive com ele no MSN, ele está montando um novo trabalho em Floripa, mais centrado no Folk.

Já Dani lamenta mesmo o fim da banda. Afirma que  numa cidade como POA, a pessoa tem acesso a muita porcaria e tanto que agora com os Tratores, ele vem mantendo uma agenda pesada de shows. No último fim de semana, a banda tocou em três lugares em SC. Com a Tratores o repertório é para bar. Tocam vários clássicos do rock 60´s, mas impõem também um som mais moderno no repertório, das influências dos tempos atuais, porém com a Tratores o trabalho autoral ainda não deslanchou. Dani revela também que está produzindo um material para o lançamento de um disco solo, ainda este ano.

Escute o trabalho dos Jeans no Trama Virtual

OAEOZ lança boxset com dois discos e novas músicas

abril 28, 2008

Essa eu flagrei do site Senhor F. A banda curitibana OAEOZ está lançando um boxset com dois discos, um de inéditas e um ao vivo. Para isso a banda também criou um hotsite onde tu poderás baixar os dois trabalhos. OAEOZ é trabalho da “De Inverno Gravações”, diretamente da fria capital curitibana, rock and roll pacas.

 

Mundo47 Festival: Resenha definitiva

abril 25, 2008

Agora com mais calma, eu posso falar um pouco sobre o Mundo47 Festival. Como organizador do show, sempre é complicado falar sobre todos os shows, pois não conseguir ver todos com devida calma. Horas antes do início do festival, o dilúvio que caiu sobre Santa Catarina, me fez tremer nas bases. Ao buscar o Autoramas em Floripa, vendo que aquela chuva e vento não paravam mais, pensei que ia miar tudo. Pior ainda foi saber ainda em Floripa, no sábado a noite, a banda não havia subido no palco por pura sacanagem – porquê para mim a situação foi uma sacanagem – com o pessoal da Célula, na capital.

Ai veio o início do Mundo47 Festival e a chuva forte que prejudicou a estrutura do JB, em cima do palco. A montagem do som foi complicada, pois a decisão de dividir o palco com imensas latas plásticas de lixo não era o objetivo, mas graças a persistência do pessoal do JB, a banda Incolores começou a roncar o róque and rou por volta das 18 horas. O público ia chegando timidamente ao JB e já na segunda banda, Os Parachamas, a casa estava cheia. Muito bom para um final de semana com chuvas. Na realidade, como promotor do evento, as chuvas atrapalharam, mas não foi motivo para a festa ser pior. A grande surpresa mesmo foi a vinda do público de fora de Balneário Camboriú. Gente de Joinville, Blumenau, Jaraguá, Rio do Sul, Brusque, Curitiba e até mesmo alguns 48 de Florianópolis deram o ar da sua graça no evento. Já o público local, de BC, ficou com medo da chuva, somente heróis do rock apareceram por lá.

Na terça-feira foi foda ouvir de algumas bocas locais, que o JB é muito longe (só atravessar o morro da barra norte) e que a chuva foi motivo da “não” ida até o bar. Na boa, a desculpa não cola muito, pois quem quer, quer e vai. Voltando ao róque, que é o que me interessa, consegui assistir a apresentação dos Parachamas. Fantástico. A turma de Blumenau faz um excelente show e atrai cada vez mais público cativo em suas apresentações. A mistura de ska, rock, punk, bandinha alemã, prosit music e indie rock, tem muito de importante para o róque catarina. Esta que vive um excelente momento em 2008. Estamos no ano catarina do rock, sem sombra de dúvidas.

A apresentação dos Lenzi Brothers eu vi pingado. Na primeira parte, aquela potência máxima ao som de “Flutuar”, do novo disco. Em maio eles estão com novo disco na praça e será uma bomba atrás da o utra. Abandonando a pegada do blues e diluindo o nitro todo da guitarra de Marzio no rock and roll. Simplesmente bom e fantasticamente rock. Dai tive que vazar para buscar o Autoramas. Perdi o resto do show dos Lenzi que só peguei o finalzinho.

Mesmo com o piso molhado, o Autoramas teve que colocar pneus biscoito e regular o carro para a pista molhada. Flavinha, nova baixista que estava no seu quinto ou sexto show com a dupla Bacalhau e Gabriel Thomaz, disse que a banda estava fazendo seu primeiro show “aquático”. Mas nenhum dos percalços foi problema para a máquina “wrock” do Autoramas. Com um repertório apoiado no disco novo, Teletransporte, a banda não esqueceu dos seus 10 anos de carreira onde apresentou a nata da nata da sua discografia, a mesma que está disponível totalmente na página da Trama. Na platéia, o público se deliciava e delirava com tantos riffs da guitarra nervosa e melódica de Gabriel, a cadência automática e definitva de Bacalhau na batera e Flavinha, fazendo seu debut em SC, mostrando todo seu carisma e competência nas quatro cordas graves. Um show inesquecível de todas as formas, por seus periféricos problemas climáticos, até a performance incrível do trio carioca. Ficou na história do MUndo47.

Marquinhos Espíndola da a sua versão dos fatos

Convidado especial para o comando das carrapetas malditas na discotecagem do Mundo47 Festival, o jornalista e chefe mor do espaço Contracapa – Diário Catarinense – dá a sua versão dos fatos rock and roll daquela fria, chuva e delirante noite no JB Pub.

O sermão do rock
 

Bem-aventurados aqueles que estão preparados quando a sua fé no rock é posta à prova. E bem-aventurados aquelas quase duas centenas de pessoas que não se intimidaram com a chuva torrencial, e muito menos com o vento insistente, do último domingo e se fizeram presentes para aquecer o clima na primeira edição do Mundo 47 Festival.   E acredito que fomos muito bem recompensados pelo belo passeio roqueiro guiado por Incolores, Parachamas, Lenzi Brothers e Autoramas, que conseguiu tocar em Santa Catarina, depois do pesadelo da noite anterior com o cancelamento do show em Floripa, por conta da interdição inesperada da Célula Cultural. No final de semana onde tudo parecia conspirar contra o rock, encontramos a redenção no palco castigado por uma xarope goteira do JB Pub!

Corta a cena: há que se ressaltar que não é novidade para ninguém que, na área 48, o rock e a música autoral vivem sob a intensa “cruzada” (no seu sentido bíblico e vil mesmo do termo) por cartéis de natureza obscura – e isso não é teoria da conspiração!

Ação: então voltamos nosso redentor festival. Rafa Weiss e seus comparsas podem e devem se orgulhar do feito. Aquela investida somada a outras belas sacadas da militância independente da área, como o coletivo Válvula Rock e Barba Ruiva, tornam a região o mais produtivo e seguro reduto para a proliferação do cenário musical neste estado, no momento. Aliás, o mesmo vale para o Oeste.

Eu sabia que não estava errado quanto ao som do quarteto Incolores. A banda de Jaraguá do Sul, que eu só conhecia pelo Myspace, mas que me fora recomendada pelo Weiss, é uma das boas razões para ter saído de casa naquele domingo broxante. Um show orgânico, melódico, cadenciado e estimulante.

Parachamas, de Blumenau: outra boa surpresa. Podem até me chamar de dissimulado, mas aquela irreverente carga sonora tinha mais de autenticidade punk do que a aceleração rrrrock da atração nacional da noite, o trio Autoramas, do Rio (ainda assim responsável por um grande show). A desfaçatez com o ego deixa a coisa toda tão livre e reverberante. E o peso não vem dos braços, mas dos pulmões. O trompete foi muito bem sacado e deu até para improvisar uma “nanoocktoberfest”.

Então veio ao palco, aquela que foi para mim, a banda da noite: Lenzi Brothers, de Balneário Camboriú. Simplesmente acachapante. Não entrarei em detalhes porque considero um prêmio aos preguiçosos compartilhar tamanha paulada. Mas até por consideração aos rapazes da família Lenzi adianto aqui que o novo CD da banda já está aportando, será lançado em maio e, a julgar pelo show que serviu como uma pré-estréia, será foda!!! Aguardem, mas bem feito para quem não foi e bem-aventurados aqueles fiéis crentes do rock!

 

Ps : Sei não, mas sinto que os roqueiros da Capital estão diante de uma iminente diáspora, a fuga do deserto da mesquinharia, o irônico exílio de Desterro! Como diria o gaúcho:

- Deu pra ti!

Texto: Marcos Espíndola

Fotos: Pry Demarch

Mutantes lança música inédita 34 anos depois

abril 25, 2008

Depois de 34 anos, o Mutantes volta com sua nova formação para o lançamento de uma música inédita. Mutantes Depois, canção composta pelo novo combo Mutante que é liderado por Sérgio Dias, Dinho e que tem a parceria de Tom Zé. A banda restante é formada por ilustres desconhecidos. Em 2007, Arnaldo Babtista e Zélia Duncan pularam fora do barco psicodélico mutante e Serginho e Dinho ficaram sozinhos, porém continuam com o nome da banda e as apresentações. Rita Lee, da formação clássica nos anos 60, não viu e não quer saber de volta dos Mutantes. Olha, vendo por esta ótica. Ela tá certa. A música Mutante Depois estará disponível para download, gratuitamente no site da banda.

www.mutantes.com.br

 

 

Stuart lança novo disco no Myspace em maio

abril 25, 2008

Dois dias depois do Lenzi Brothers lançar o seu disco “Trio”, no MySpace, diretamente de São Paulo, os catarinas do Stuart estarão lançando no dia 14 de maio o seu disco “O Teatro que Celebra a Extinsão do Inverno”. O disco que foi gravado entre Blumenau, cidade natal do pessoal da Stuart e São Paulo, virá com grande força pro Underground local e paulista.

A banda formada por Kaly, Magola, Cristiano e Dani Hasse, é toda de Blumenau, mas todos atualmente moram na capital paulista. No Mundo47 Single você pode conferir uma prévia do disco com a música “Canção Para Valorizar o Silêncio”.

Dia 14 acesse o MySpace da Stuart e baixe na íntegra, todo novo disco.

Circo Acústico traz Parachamas neste sábado em Blu

abril 25, 2008

Neste sábado rola o projeto Circo Acústico em Blumenau. O Projeto baseado nos passos do Circo Voador, sucesso revolucionário dos anos 80 no Rio de Janeiro com formato nos sucessos acústicos, versão MTV, o Circo Acústico, realizado uma vez cada mês, aos sábados, no circo montado no pátio da Fundação Cultural, contempla os grupos musicais da cidade e, na maioria, suas músicas próprias. Além de apresentação do grupo, performances circenses fazem parte do evento. Coquetel não-alcoólico é servido à platéia.

 

Parachamas no “Circo Acústico” dia 26/04 em Blumenau!

Local: Fundação Cultural de Blumenau (Antiga Prefeitura Velha)
Data: 26/04/2008
Início: 19h
Ingresso: R$ 3.00

Informações: (47) 3326.6783

Conheça Parachamas:
http://www.myspace.com/parachamas
http://www.fotolog.com/parachamas

Programa Mundo47 hoje!!!

abril 24, 2008

É tradicional já, mas hoje tem PROGRAMA MUNDO47, ao vivo, direto de Balneário Camboriú. No programa de hoje, faremos uma avaliação do Mundo47 Festival e dos shows. Participe conosco desse papo rock and roll com duas horas de duração, muita música, rock e merda.

Acesse: www.twebradio.com

Participe do programa pelo MSN ao vivo: mccaweiss@hotmail.com

Apresentação: Rafael Weiss

Comentários: Bola Teixeira

Repórter de Campo: Roberto Cabrini

Tratores nesta sexta no JB Pub de Balneário Camboriú

abril 24, 2008

O agito rock rola nesta sexta-feira, 25, no JB Pub de Balneário Camboriú com a banda gaúcha Tratores. Com o fim da Blackbirds, banda que fez apresentações antológicas no JB Pub, os integrantes remanescentes da banda chamaram Dani Téo, guitarrista e vocalista que já integrou bandas como Os Jeans e Os Efervescentes, para assumir o vocal principal da banda e a segunda guitarra.

O trabalho dos Tratores é recente, porém sua garra e amor pelo rock vai além e com pouco tempo de existência, a Tratores já está com seu repertório afiado. No set, clássicos de Bob Dylan, The Who, Clash, The Birds, Ramones, Neil Young e também de bandas novas, como Oasis, Kings Of Leon e Supergrass. O Tratores também mescla em suas apresentações, composições próprias. A diversão rock and roll é mais do que garantida.

 Serviço

Banda Tratores
Sexta-feira – 25 de abril/2008
Horário: 23h
Ingressos: Homens R$ 15  – Mulheres free até 01h e depois R$ 10

JB Pub – Avenida Rui Barbosa, 580 – Estrada da Rainha – Praia dos Amores – Antigo John Bull – Balneário Camboriú-SC

 

 

Baile folk com Bad Folks e Verano na Célula em Floripa

abril 24, 2008

Tá confirmado. Apesar dos pesares, a Célula Cultural abre novamente em Floripa para o show dos paranaenses do Bad Folks, ícones do folk róque brasileiro com abertura dos competentes músicos locais do folk indie, Verano.

A fextênha acontecerá neste sábado, 26, a partir das 21 horas com ingressos a R$ 10 pilas.

O Bad Folks retorna a SC com o show do seu disco Impossible, lançado na web este ano e que desponta como um dos melhores lançamentos de 2008.

Disco novo dos Lenzi Brothers será lançado no Myspace

abril 23, 2008

Brothers lançam CD na web antes da bolachinha SMD

Uma das atrações do Mundo47 Festival do último domingo, os irmãos lageanos, porém radicados em Balneário Camboriú – Lenzi Brothers – avisam que nesta quarta-feira, 23, o disco novo da rapaziada já está em suas mãos. O terceiro álbum da banda, denominado de “Trio”, chega na fria Lages vinda diretamente do forno e aguardando o sinal para as vendas.

A bolachinha, em formato SMD, chegará para o bolso da rapaziada ao valor de R$ 5 pila. Gravado em Balneário Camboriú, quatro músicas do álbum foram lançadas em forma de single virtual pelo site Senhor F, em 2007, o restante estará na net de forma exclusiva num super lançamento do Myspace Brasil no dia 12 de maio. Segundo Marzio Lenzi, a bolachinha estará disponível para download gratuito no Myspace por inteiro. Somente após o lançamento virtual no Myspace, que a banda dará início na venda dos CDs físicos.

Som muda e fica mais pesado e com pegada

O show de domingo foi verdadeiramente explisivo, e ainda nesta semana, o Mundo47 vai publicar o texto do Marquinhos Espíndola sobre as performances das bandas naquele dia chuvoso. Bom, pelo que presenciei, a Lenzi Brothers fez um grande show, na realidade a banda está com muito tesão para tocar. Depois de meses em recuperação, o baterista Matheus Lenzi está de volta aos palcos, sem dor nas costas e pronto para descer o porrete na bateria.

O CD será lançado pelos Lenzi Brothers oficialmente no dia 08 de junho, no JB Pub de Balneário Camboriú, juntamente com a Superguidis, de Porto Alegre.  O site Mundo47 ouviu há pelo menos dois meses atrás, todo o álbum Trio, que estará sendo lançado pelos Brothers e posso adiantar que o som dos Lenzi está cada vez mais forte e vibrante. Deixando a pegada do blues de lado, som mais característicos nos seus primeiros discos “Grilo Verde” e “Qualquer Cor”, os irmãos Lenzi soltam mais o porrete nas músicas e o virtuosismo do guitarrista Marzio Lenzi aparece com maior destaque, intercalando também músicas cantadas por Samuel Lenzi, no baixo, Marzio mandando em algumas e até Matheus, dando uma de The Band, mandando nos vocais de um ou outra faixa.

Agenda de shows:

17/05 – Festa do Pinhão – Lages

06/06 – Célula – Floripa

07/06/ – Observatório – Blumenau

08/06 – JB Pub – Balneário Camboriú

Escute e baixe:

www.myspace.com/lenzibrothers

www.tramavirtual.uol.com.br/lenzi_brothers

 

John Lennon doidão

abril 23, 2008

Ele foi filmado fumando um baseado e dizendo que vai jogar um ácido no chá do Richard Nixon. Em 1970, pouco antes do fim dos Beatles, Anthony Cox, ex-marido de Yoko Ono (se livrou duma), filmava um documentário sobre Lennon. São 11 horas de imagens e áudio de entrevistas e dia-dia de Lennon na sua mansão nos arredores de Londres. O lance é que o vídeo raro, que seria lançado em forma de filme documentário, nunca saiu do papel e nos dias atuais, é objeto de uma briga judicial entre a viúva Yoko e os proprietários do filme, que adquiriram diretamente de Cox. Acompanhe o rolo aqui.

Maltines nesta quinta-feira no Blues Velvet

abril 23, 2008

Depois do turbulento fechamento precoce da Célula Cultural, a parada do róque em Floripa parece estar em dúvida. Segundo o Marquinhos Espíndola, do DC, nesta semana os administradores da Célula estão colocando tudo em ordem de vez. Enquanto isso, o róque segue no Blues Velvet nesta quinta-feira, 24, com a banda Maltines, em um dos últimos shows que antecedem o lançamento do seu disco.

Serviço:

Maltines

Blues Velvet (R. Pedro Ivo, 147)

7 pila
22:00 hs

Old Machine lança disco e apresenta novo guitarrista

abril 23, 2008

A excelente banda Old Machine, de Joinville, que presenteou o mundo róque de SC com um excelente disco neste ano, estará lançando seu disco oficialmente no dia 11 de maio na Taberna Music Hall em Joinville. A Old Machine estará fazendo uma promo especial para quem for no lançamento do álbum, onde poderá levar para casa o novo disco (confira no cartaz).

Fernando Robleno

A banda enviou hoje para a imprensa, material novo gravado ao vivo em estúdio e que já conta com a participação de Fernando Roblêno, brazuca que durante 8 anos viveu na Espanha onde tocava na potente banda Mudfly. Roblêno que está em Joinville desde seu retorno de Madri, é o novo integrante na segunda guitarra da banda. Segundo a Old, Fernando já estará tocando com o trio no show do dia 11 e estará em projetos futuros da banda.

Alto Vale 47 rock area

abril 23, 2008

Boas notícias e fextênhas rock na minha terra, Rio do Sul, Alto Vale do Itajaí, terra do Tschumistock, Costeletas, Liss e Dramaphones, está aprontando fextênhas róque no final de abril. Palilo Abreu, baixista dos Costeletas, comunica que a banda está organizando uma festa no dia 30 de abril, juntamente com a gurizada do Dramaphones, no porão do cluber Duque de Caxias, em RSL. A entrada é R$ 5 pila pras mina e R$ 7 pros mano. Rock de qualidade com início as 23 horas.

Já no início de maio, 03, os Costeletas tocam em Lontras, cidade ao lado de Rio do Sul e segundo Palilo, a “Londres tupiniquim”. A fextênha será no sítio da família Júnior, na rua ao lado da Igreja da cidade.  A paradênha roque é “di grátis” e você poderá ainda ver bandas locais como: The Verme, Estopas, Apicultores Clandestinos, Betoneira + Travesseiro Polar, de Blumenau e mais uma banda secreta, além, claro, dos próprios Costeletas. Róooooooooock!


Mundo47 Festival: por favor, fotos!

abril 23, 2008

Pessoal, estou preparando um material legal sobre o Mundo47 Festival, com resenha dos shows por Marquinhos Espíndola e eu mesmo, mas tenho pouquíssimas fotos. Organizar a parada me fez não pensar muito em fotos. Vi que muita gente tirou fotos durante os shows. O pessoal do Parachamas já me enviou imagens da apresentação deles, faltam fotos dos Incolores, Lenzi Brothers, Autoramas e os baldões para conter a água. Lembro que a Pry Demarchi tava tirando foto, então Pry, pleeeeease, me mande algumas imagens.

Quem tiver alguma, mande para: mccaweiss@hotmail.com

Eu darei os devidos créditos para os autores.

 

Vamos abrir uma zona???

abril 23, 2008

O Marquinhos Espíndola, em seu blog, desvenda o que realmente aconteceu no sábado, 19, na ocasião que os “puliça” da capital fecharam a Célula Cultural do colega jornaleiro Gastão Moreira e seus sócios.  Lendo o lero do Marquinho, vejo mesmo que abrir uma zona é o ideal. Uma opção que se você tiver preju, pode comer todo o estoque…

Sobre o problema Polícia versus Rock, na capital manezinha, tenho opinião formada. É de todo direito que os órgãos competentes, exijam a papelada pedida para você abrir um bar. Isolamento acústico, licença de bombeiro, licença disso, daquilo, enfim, montar um bar não é simplesmente escolher um lugar e abrir, porém, vejo que as autoridades competentes erram muito na capital, ao retardar sempre as autorizações. No caso da Célula, existia um protocolo de pedido, até hoje não dado pela Polícia. Porque não agilizar isso gente? O rock traz divisas aos municípíos. Exemplo: Grande parte do público que veio no Mundo47 Festival, no último domingo, veio de fora de Balneário Camboriú. Alguns vieram de van, outros porém, vieram de suas cidades e se hospedaram na cidade, seja em hotéis ou aptos particulares. Não importa. Vieram e consumiram na cidade. Sairam para jantar, beber com os amigos, turismo. O rock traz turismo, não da para negar.

Agora, vejam a imagem que Florianópolis está tendo para o resto do país, no quesito shows. A pior possível, onde a truculência ou arrogancia policial, deixou menos um espaço para música. O detalhe na matéria do Marquinhos, que a polícia só resolveu agir, interditar, porque se tratava de um “show nacional” – odeio essa expressão – pois se fosse um show local, estariam ainda empurrando com a barriga. Creio eu, que os administradores da Célula são pessoas que realmente querem movimentar a cena e querem estar com tudo nos conformes, basta a polícia ajudar nisso.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.